Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Associação de proprietários lança serviço de apoio ao negócio das casas para turistas

Autor: Redação

A Associação Lisbonense de Proprietários (ALP) está a preparar o lançamento, no curto prazo, de um gabinete de apoio aos proprietários que queiram investir no negócio do alojamento local. A ideia é prestar um serviço global, a vários níveis, como a tramitação legal de reconversão do imóvel de um arrendamento tradicional para casas para turistas, bem como de gestão das plataformas de alojamento de curta duração, preparação do imóvel e receção de hóspedes.

O novo serviço pretende responder "às solicitações dos seus associados e ao potencial que este fenómeno representa para os proprietários", adiantou o presidente da ALP, Menezes Leitão, em declarações ao Público, sem revelar o custo que deverá depender, como outros que a associação presta, das necessidades dos associados ou do número de imóveis envolvidos.  

Casas para turistas disparam e aumentam rendas tradicionais

A aposta no alojamento local (AL), tal como indica o jornal, tem vindo a reduzir de forma substancial o número de imóveis disponíveis para arrendamento a famílias e a fazer disparar o valor das rendas, com reflexos ainda ao nível dos preços de venda das casas, reflecte, na opinião de Menezes Leitão, "as sucessivas alterações à lei das rendas".  
 
Até março passado, segundo dados oficiais do arrendamento local citados pelo diário, havia registadas 24.940 casas para turistas, o número mais elevado de sempre.

A maior oferta regista-se nos centros históricos de Lisboa e Porto e no Algarve, verificando-se, ainda que em menor escala, também junto a zonas de praia.