Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Casas para turistas: Lisboa ganhou mais de meio milhão em três meses com a Airbnb

Gtres
Gtres
Autor: Redação

O acordo assinado, em abril, entre a Câmara Municipal de Lisboa e a plataforma online de arrendamento temporário Airbnbrendeu mais de 500.000 euros à autarquia, através da cobrança – a partir de 1 de maio – da taxa municipal turística sobre dormidas. Uma situação que comprova que a capital está de facto na moda, sendo um destino de eleição para os turistas.

Segundo o Jornal de Notícias, até maio a cobrança da taxa cabia aos proprietários de quartos e casas que colocavam os seus imóveis na Airbnb. Agora a plataforma de alojamento local cobra-a diretamente aos seus utilizadores.

Recentemente, a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, reconheceu que continua a haver uma grande fuga ao Fisco no que diz respeito ao arrendamento de casas a turistas em Portugal. Segundo a governante, o Executivo está a ter uma postura flexível, mas não deixa de estar atento ao tema.

A responsável adiantou, de resto, que o Governo está a estudar a hipótese de fazer uma parceria com a Airbnb para acabar com os casos de arrendamento ilegal. “Vou lançar com o Airbnb uma campanha de promoção de regularização das unidades, alertando todas as pessoas que não podem ter nem comercializar nos sites unidades que não estejam registadas. Isto é uma forma de controlar de alguma forma a oferta”, disse Ana Mendes Godinho, em entrevista à Antena 1.