Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Casas para turistas: alojamento local afasta senhorios do Reabilitar para Arrendar

Gtres
Gtres
Autor: Redação

Os empréstimos bonificados para a reabilitação de prédios para arrendar estão a ter pouca procura. Isto porque os senhorios preferem optar pelo arrendamento de casas a turísticas – através do alojamento local –, em vez do arrendamento habitacional.

Segundo o Jornal de Negócios, que cita o Público, desde o ano passado que o Estado disponibilizou uma linha de crédito bonificado para quem quiser reabilitar prédios para depois os colocar no mercado de arrendamento. Mas um ano depois nem 25% das verbas disponíveis foram usadas, porque os donos de imóveis preferem colocar as casas no alojamento local.

Até á data, o programa Reabilitar para Arrendar só apoiou 77 projetos, com 12,2 milhões de euros de financiamento. Trata-se de um valor reduzido, sobretudo tendo em conta que estavam disponíveis no programa 50 milhões de euros.

Vítor Reis, presidente do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), revelou que o programa até chegou a esgotar, logo no primeiro mês de lançamento, mas depois houve vários projetos que não avançaram.

A principal causa para o sucedido é o alojamento local. O programa público financia até 90% do custo das obras, a taxas de juro bonificadas, a quem queira reabilitar prédios para os colocar no mercado de arrendamento de seguida. Só que o arrendamento tem de ser habitacional. Já o alojamento local está a garantir mais retornos e tem benefícios fiscais, o que faz com que muitos proprietários desistam do Reabilitar para Arrendar.

Se não fosse a pressão do alojamento local, teríamos seguramente muitos mais projetos”, referiu Vítor Reis, salientando, no entanto, que o balanço é positivo: as candidaturas já aprovadas vão colocar no mercado 219 habitações.