Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

As viagens de avião a partir de agora – regras a cumprir pelos passageiros e companhias aéreas

Máscaras obrigatórias, menos bagagem de mão ou mediação da temperatura. Estas são algumas das novas normas no pós-covid.

Photo by Jason Leung on Unsplash
Photo by Jason Leung on Unsplash
Autor: Redação

Máscaras obrigatórias, menos bagagem de mão ou mediação da temperatura. Viajar de avião não voltará a ser igual, pelo menos por agora, na era pós-Covid. O regresso à normalidade, também na aviação, vai fazer-se com muitas mudanças, quer para os passageiros, quer para as companhias aéreas, paradas há quase dois meses. O idealista/news preparou um guia com o resumo daquilo que irá mudar.

Esta lista de novidades irá, certamente, crescer, uma vez que estão a ser estudadas várias novas medidas para garantir a segurança dos passageiros e tripulação. Para já, estas são algumas das regras em marcha para a retoma das viagens de avião. Se o carro ou o comboio não são escolhas válidas para chegar ao teu destino ou preferes mesmo o avião, o melhor é mesmo ficares informado das novas normas para voar:

  • Check in online

Esta forma de check-in deverá ser incentivada pelas companhias aéras. O cartão de embarque também deverá estar, de preferência, no telemóvel, para se evitarem, ao máximo, os contactos.

  • Máscara obrigatória

Será obrigatório usar máscara para circular no aeroporto – como, de resto, já é nos diferentes espaços fechados – bem como dentro do avião.

  • Controlo de temperatura

Outra nova regra, para despistar possíveis casos relacionados com a Covid-19.

  • Lounges encerrados

As companhias aéreas podem optar por encerrar as suas zonas lounge, evitando-se os aglomerados de pessoas.

  • Bagagem

A bagagam de porão deve ser deixada nos balcões automáticos, sendo que a de mão deve ser evitada ao máximo, quer para permitir um embarque mais rápido, quer para minimizar os riscos de contágio.

  • Controlos de segurança

As bandejas para controlar os pertences deverão ser desinfetadas com regularidade, sendo necessário garantir a distância entre passageiros nas filas de espera. Quem fizer as verificações corporais deverá usar máscaras, luvas e uma proteção para os olhos, refere o Negócios.

  • Entrada no avião

No caso da TAP, por exemplo, a entrada será feita em pequenos grupos, de trás para a frente da cabina, e da janela para a coxia. O desembarque será feito no sentido inverso. As companhias aéreas devem garantir, sempre que possível, a distância física entre passageiros.

  • Casas de banho sem filas

A ida à casa de banho, dentro do avião, terá de ser controlada, para evitar filas nos corredores. A desinfeção também terá de ser reforçada.

  • Refeições a bordo suspensas

A maioria das companhias aéreas irá suspender a entrega de refeições e bebidas, tal como as revistas e vendas “duty free”. Os acessórios têxteis, como almofadas e cobertores, deverão ser limpos, desinfetados e selados a cada voo.