Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Crédito à habitação faz frente à Covid-19: bancos emprestam 1.113 milhões para a casa em novembro

Novas operações superam os mil milhões de euros, o que mostra que os bancos estão disponíves para financiar a compra de casa.

InspiredImages por Pixabay
InspiredImages por Pixabay
Autor: Redação

Os bancos voltaram a abrir a torneira do crédito à habitação em novembro de 2020, ou seja, em plena pandemia da Covid-19, tendo emprestado – novas operações – 1.113 milhões de euros para a compra de casa, mais que no mês anterior (976 milhões de euros) e no período homólogo (978 milhões de euros). Trata-se, de resto, do valor mais elevado desde dezembro de 2019, que já tinha sido o mais alto desde julho de 2008. Em causa estão dados divulgados esta quarta-feira (6 de dezembro de 2020) pelo Banco de Portugal (BdP).

“Os montantes das novas operações de empréstimos para habitação, consumo e outros fins totalizaram 1.113, 357 e 189 milhões de euros, respetivamente”, lê-se no boletim do BdP

Fazendo as contas, entre janeiro e novembro de 2020, um ano marcado pela crise pandémica, os bancos concederam 10.186 milhões de euros em novo crédito à habitação, sendo preciso recuar até 2008 para encontrar um montante superior.