Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Gestifute garante que Fisco espanhol conhece todos os bens e receitas de Ronaldo

Gtres
Gtres
Autor: Redação

A Gestifute garantiu esta quinta-feira (dia 8 de dezembro) que o Fisco espanhol tem conhecimento “de todos os bens e receitas” de Cristiano Ronaldo, comprovando-o com a apresentação da documentação endereçada pelo futebolista português do Real Madrid à Agência Tributária espanhola.

“Cristiano Ronaldo comunicou no passado dia 30 de Março à Agência Tributária espanhola todos os dados sobre o seu património, tal como se pode comprovar na documentação em anexo. Este procedimento é conhecido como apresentação do modelo 720, pelo que a Agência Tributária espanhola dispõe de todos os dados relativos à situação patrimonial do jogador”, lê-se no site da Gestifute.

A empresa do agente Jorge Mendes, que gere a carreira do futebolista madeirense, adianta que o documento apresentado confirma que “as Finanças têm conhecimento de todos os bens e receitas de Cristiano Ronaldo” e que o jogador não fará mais declarações sobre o assunto.

“Conforme comunicado nos últimos dias, o jogador está ciente das suas obrigações fiscais desde o início da sua carreira profissional, em qualquer dos países nos quais residiu, e não está nem nunca esteve envolvido em nenhum problema com as autoridades fiscais de nenhum país”, refere a nota.

A Gestifute adianta que “esta comunicação, que não era obrigatória segundo a lei, constitui prova irrefutável de que Cristiano Ronaldo e os seus representantes estão de boa-fé e colaboram com as autoridades num espírito de transparência e de cumprimento da legalidade”.

De referir que o diário espanhol El Mundo noticiou, citando uma fonte do Ministério das Finanças espanhol, que Cristiano Ronaldo está a ser investigado por alegada evasão fiscal há ano e meio. A mesma fonte confirmou que a investigação decorre “em silêncio e a seu ritmo”, estando em fase “avançada”.

A 2 de dezembro, os membros do European Investigative Collaborations (EIC), que inclui o Expresso e o El Mundo, entre outros meios de comunicação, noticiaram que Cristiano Ronaldo evadiu, supostamente, 150 milhões de euros em impostos através de uma sociedade nas Ilhas Virgens, escreve a Lusa.