Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Portugueses reduzem despesas fixas e aumentam poupanças em 2017

Autor: Redação

A crise parece que serviu de lição para os portugueses, que estão a gerir e controlar cada vez melhor o orçamento familiar. Apesar de terem mais créditos, os portugueses reforçaram os hábitos de poupança, reduziram as despesas fixas e aumentaram assim a capacidade de responder e suportar as despesas extraordinárias.

Um estudo anual da Cetelem sobre a literacia financeira em Portugal - divulgado no âmbito do Dia do Consumidor, que hoje se assinala - mostra que o peso das despesas mensais fixas no orçamento familiar diminuiu, representando mais de metade do orçamento mensal para 24% das famílias, contra 35% em 2016.

Apesar de cerca de 60% dos portugueses afirmarem ter já sentido dificuldades no pagamento de despesas mensais fixas, a maioria paga as despesas dentro do prazo, sendo que 15% pagam antecipadamente e 9% só após o vencimento, segundo as conclusões do estudo citado pela Lusa.

No que respeita aos hábitos de poupança, o inquérito diz terem aumentado este ano face a 2016 (de 36% para 49%), mas nota que "cerca de metade -- 47% - dos portugueses continua a não poupar".