Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Suíça travou 150 milhões de euros do BES suspeitos de branqueamento de capital

Autor: Redação

No âmbito do processo de desmantelamento do Banco Espírito Santo (BES), a Suíça bloqueou 160 milhões de francos (cerca de 150 milhões de euros) de pessoas suspeitas de lavagem de dinheiro. A confirmação foi dada pelo Ministério Público do país helvético, que tinha uma investigação em curso desde que recebeu um pedido de cooperação judicial apresentado pelas autoridades portuguesas.

A comunicação social suíça, segundo conta a Lusa, publicou este fim de semana, informações a indicar que as autoridades seguem pistas relacionadas com o ex-diretor da filial do BES em Angola, de quem têm indícios de lavagem de dinheiro e de outras situações, como a aprovação de créditos a entidades insolventes.

O responsável e a sua família teriam, de acordo com as mesmas notícias, apropriado-se de 500 milhões de dólares (cerca de 470 milhões de euros).

Em agosto de 2014, as autoridades portuguesas transferiram os ativos "saudáveis" do BES para o Novo Banco, enquanto os "ativos tóxicos" ficaram no primeiro.