Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Portugal é o terceiro país da UE com mais dinheiro em offshores – depois do Chipre e Malta

Jornal de Negócios
Jornal de Negócios
Autor: Redação

Portugal é o terceiro país da União Europeia (UE) que mais riqueza transferiu para offshores entre 2001 e 2016. Foram desviados em média cerca de 50 mil milhões de euros pelas famílias portuguesas mais ricas neste período, o que equivale a cerca de um quarto do PIB nacional. 

Esta é uma das conclusões de um estudo da Comissão Europeia (CE) que, pela primeira vez, estima os valores desviados para paraísos fiscais pelos Estados-Membros e a perda de receita fiscal associada. Segundo o Jornal de Negócios, que se apoia no documento, só Chipre e Malta têm percentagens mais elevadas da sua riqueza em paraísos fiscais (38% e 31%, respetivamente).

O estudo conclui ainda que Portugal é também o terceiro país da UE que mais receita fiscal em percentagem da sua economia perde para as offshores. O montante perdido ultrapassa os 1,3 mil milhões de euros entre 2004 e 2016, o que equivale a 1% do PIB. Pelas contas da CE, a maior parte (65%) da receita fiscal perdida em Portugal está relacionada com rendimentos de capital.