Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Fortunas chinesas afundam em bolsa "infetadas" pelo coronavírus

Bloomberg
Bloomberg
Autor: Redação

As 15 pessoas mais ricas da China viram as respetivas fortunas cair em flecha em bolsa na segunda-feira (3 de fevereiro de 2020). E a “culpa” é do coronavírus. Ao todo, estes 15 milionários cujas empresas estão cotadas na China continental perderam 10,4 mil milhões de dólares... num só dia.

Segundo a Bloomberg, He Xiangjian, fundador do Midea Group, perdeu 1,8 mil milhões de dólares: as ações da fabricante de eletrodomésticos recuaram 8,9%. Segue-se na lista dos maiores “perdedores” Zhang Fan, com um prejuízo de 1,2 mil milhões de dólares, depois da Shenzhen Goodix Technology, fabricante de equipamentos de autenticação biométrica para telemóveis, ter afundado 10%.