Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Ações

Últimas notícias sobre "Ações" publicadas em idealista.pt/news

SIGI: Ores entrou em bolsa há um mês mas ações não negociaram

A Olimpo Real Estate Portugal (Ores Portugal), primeira Sociedade de Investimento e Gestão Imobiliária (SIGI) a nascer em Portugal – na sequência de uma parceria entre o Bankinter e a Sonae Sierra –, entrou em bolsa no dia 24 de junho de 2020, mas as primeiras sessões foram em branco. Agora, um mês depois de ter sido admitida à negociação, a valer 4,00 euros cada, as ações ainda não registaram qualquer variação.

Notícia sobre:

Expansão do coronavírus e guerra do petróleo afundam bolsas

Os mercados financeiros arrancaram esta semana no “vermelho” depois de a Arábia Saudita ter anunciado que vai abrir a “guerra total” ao preços do petróleo, numa tentativa de “encostar” Moscovo à parede. A cotação da matéria-prima caiu mais de 30%, como já não se via há mais de 30 anos, desde a Guerra do Golfo, e vem intensificar a crise gerada pela epidemia do coronavírus, que continua a propagar-se rapidamente um pouco por todo o mundo, jogando com as expetativas dos investidores.

Notícia sobre:

Fortunas chinesas afundam em bolsa "infetadas" pelo coronavírus

As 15 pessoas mais ricas da China viram as respetivas fortunas cair em flecha em bolsa na segunda-feira (3 de fevereiro de 2020). E a “culpa” é do coronavírus. Ao todo, estes 15 milionários cujas empresas estão cotadas na China continental perderam 10,4 mil milhões de dólares... num só dia.

Notícia sobre:

Microsoft volta ao pódio como a cotada mais valiosa do mundo

No dia 25 de abril de 2019, quando em Portugal se celebravam 45 anos de liberdade, nos EUA a Microsoft voltou ao pódio da empresa cotada mais valiosa do mundo. E atingiu mesmo resultados históricos, chegando as ações a negociar nos 131,37 dólares.

Notícia sobre:

Retornos anuais das famílias (muito) ricas disparam graças à subida das ações

Os “family offices” mundiais obtiveram retornos médios de 15,5% no ano passado, bem mais que em 2016 (7%) e em 2015 (0,3%). Os asiáticos lideraram a lista, com um retorno de 16,4% em 2017, impulsionados pela valorização dos mercados de ações e de “private equity”.

Notícia sobre:

Construção: Mota-Engil África prepara-se para sair da bolsa de Amesterdão

O Grupo Mota-Engil prepara-se para retirar a Mota-Engil África do mercado, isto apesar de desta apenas estar em bolsa há menos de um ano – começou a ser cotada na bolsa de Amesterdão (Holanda) em novembro de 2014.

Notícia sobre:

CMVM analisa compra de ações da Cimpor

Notícia sobre: