Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Família Queiroz Pereira avança com OPA sobre Semapa para assegurar "exclusividade" da empresa

A operação está em curso, desde hoje até ao dia 25 de maio. No final, a Sodim espera ficar com a empresa em exclusividade.

Sede da Semapa em Lisboa / Google Maps
Sede da Semapa em Lisboa / Google Maps
Autor: Redação

A família Queiroz Pereira, detentora da 'holding' Sodim, avançou esta terça-feira (dia 27 de abril de 2021) com a oferta pública de aquisição (OPA) sobre 28,1% do capital Semapa, a proprietária da Navigator e da Secil. A operação está em curso até dia 25 de maio de 2021 e, no final, a Sodim espera ficar com a empresa em exclusividade e de ter feito o suficiente para a empresa abandonar a bolsa.

A Sodim - que detém um total de 73,97% de diretos de voto na empresa – refere no prospeto da operação publicado na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) que, “no âmbito da sua estratégia de gestão do portefólio, pretende adquirir a totalidade das ações representativas do capital social, reforçando a sua exposição aos setores de atividade nos quais as subsidiárias da sociedade visada operam”.

Em causa está uma oferta que compreende um número máximo de 22.831.666 ações, sendo o montante global de 277.861.376 euros. A contrapartida foi elevada para 12,17 euros por ação – valor superior aos 11,4 euros por ação previstos no anúncio preliminar publicado a 18 de fevereiro. Mas, note-se, ao valor de contrapartida terá de ser subtraído o dividendo da empresa se este for distribuído na assembleia geral de acionistas que está agendada para dez dias antes do fim do prazo da OPA. Se assim for, o valor baixa para os 11,66 euros por ação.

Neste processo, a Sodim não avançou sem uma garantia de contrapartida. Para isso, assinou um acordo de financiamento com o Banco Comercial Português e a Caixa Geral de Depósitos que garantem os “fundos necessários para pagar a contrapartida oferecida no montante até 250 milhões de euros”, lê-se no documento, que acrescenta ainda que o montante remanescente de 27.861.376 euros encontra-se assegurado através de dois depósitos no montante de 13.930.688 euros, sendo cada um realizado junto de cada um dos bancos.

A operação deverá durar quatro semanas e, segundo calendário publicado no documento, os resultados deverão ser revelados apenas um dia depois, dia 26 de maio de 2021.