Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Imobiliário de luxo ao rubro: Coporgest investe 68 milhões em 85 casas no coração de Lisboa

Edifício Duques de Brangança, com 13 casas de luxo / Coporgest
Edifício Duques de Brangança, com 13 casas de luxo / Coporgest
Autor: Redação

Em Lisboa, os projetos imobiliários florescem e multiplicam-se à velocidade da luz. O mais recente “renascer das cinzas” fica no Chiado: chama-se Duques de Bragança e inclui 13 apartamentos de luxo (já todos vendidos), onde a Coporgest investiu 18 milhões de euros. Mas o investimento não se esgota aqui, há mais projetos na calha. A promotora portuguesa tem mais 50 milhões para investir em três novos empreendimentos que vão trazer 72 novas casas às ruas da capital.

O apartamento mais barato do recém-inaugurado Duques de Bragança custou 700.000 mil euros (um T1), sendo que o mais caro foi vendido por seis milhões (uma penthouse). A reabilitação do imóvel – onde em tempos se ergueu o primeiro grande hotel lisboeta, o Hotel Bragança –, iniciada em abril de 2016, manteve todas as fachadas do edifício com um passado que remonta ao século XVI.

Vistas privilegiadas sobre o Tejo / Coporgest
Vistas privilegiadas sobre o Tejo / Coporgest

O empreendimento tem uma área bruta de construção de 5.144 metros quadrados (m2), repartindo-se por nove pisos, quatro dos quais abaixo do solo. O imóvel destaca-se ainda pela localização, na Rua Victor Cordon, com vista privilegiada sobre o rio Tejo.

“Com esta obra, o Duques de Bragança renasce como um marco para a cidade: pela história centenária do imóvel, pela sua localização num dos bairros mais exclusivos e cosmopolitas de Lisboa e pela qualidade excecional que foi posta na construção, muito acima da média do mercado”, afirma Sérgio Ferreira, presidente da Coporgest. "Do portfólio já edificado pela empresa este será seguramente um dos nossos ex-libris”, acrescenta.

Outra vista do projeto / Coporgest
Outra vista do projeto / Coporgest

Mais 50 milhões em três novos projetos

Ao empreendimento Duques de Bragança – com 13 casas e 18 milhões de investimento – vão juntar-se em breve três novos projetos. A Coporgest prevê investir mais 50 milhões de euros, a curto e médio prazo, em mais 72 apartamentos de luxo.

Ainda para o final deste ano está prevista a conclusão do Liberdade Premium Apartments, um empreendimento composto por 10 apartamentos e uma loja - a fração comercial e 8 dos apartamentos serão destinados ao mercado de arrendamento de média/longa duração. Com um investimento previsto de 6 milhões de euros, o imóvel tem uma área bruta de construção de 2.344 m2.

2021 trará as outras duas novidades. No primeiro trimestre desse ano ficará concluído o empreendimento Álvares Cabral, com um investimento estimado de 20 milhões de euros. O projeto, com uma área bruta de construção de 6.200 m2, inclui 19 apartamentos e uma loja, todos com estacionamento e arrecadações. Está prevista também a conclusão do SottoMayor Premium Apartments, onde serão investidos 24 milhões de euros. O projeto contempla 43 apartamentos mais uma loja, todos com estacionamento.