Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Isaltino investe 400 milhões para fazer de Oeiras a Sillicon Valley portuguesa

Câmara Municipal de Oeiras
Câmara Municipal de Oeiras
Autor: Redação

Isaltino Morais quer construir no concelho de Oeiras uma Sillicon Valley à portuguesa. O programa já tem nome, chama-se “Oeiras Valley” e prevê a criação de um "ecossistema único para negócios, ciência e tecnologia" em Portugal. A autarquia deverá investir perto de 400 milhões de euros no projeto até 2026.

Noticias ao Minuto
Noticias ao Minuto

O objetivo é captar empresas inovadoras, nas áreas tecnológica, farmacêutica, nanotecnológica ou investigação. “Trata-se de um programa ambicioso que quer ser a montra do que melhor se faz nos setores mais inovadores da economia e da ciência”, diz a autarquia em comunicado. Como? Captando mais investimento para o concelho, colocando “Oeiras no radar internacional da inovação e dos negócios”.

“Queremos transformar Oeiras na Silicon Valley portuguesa”, afirma o Presidente da Câmara, Isaltino Morais, acrescentando que “o lançamento do programa Oeiras Valley é a concretização da nossa visão para um município mais moderno, mais inteligente, mais desenvolvido, mais internacional, mas também mais inclusivo”.

O município já é pioneiro na criação de parques empresariais, científicos e tecnológicos,  de que são exemplo o Taguspark, a Quinta da Fonte e Lagoas Park, mas Isaltino Morais ambiciona atrair mais investimento para o concelho, que possibilite a Oeiras afirmar-se como “primeiro município português na área da ciência” e reforçar o seu papel nas exportações. Para atingir os objetivos do programa, a autarquia irá apostar em políticas de desenvolvimento económico e social, e na melhoria da mobilidade, devido aos problemas reconhecidos na área dos transportes.

A autarquia deverá lançar um programa de bolsas que permita aos jovens do concelho aceder ao ensino universitário, e criar ainda uma “agência ou empresa” de âmbito municipal que dinamize o desenvolvimento do “Oeiras Valley, ajudando os empresários a ultrapassar as dificuldades burocrática. O programa contará com uma aposta em outras áreas, como a habitação, com a construção prevista de vários imóveis para venda e arrendamento.