Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Terrenos da Pedreira dos Húngaros sem interessados – este mês há novo leilão em Oeiras

Google Maps
Google Maps
Autor: Redação

O leilão dos terrenos da antiga Pedreira dos Húngaros, em Oeiras – entre Linda-a-Velha e Miraflores –, ficou deserto. Fonte da Câmara Municipal de Oeiras revelou ao idealista/news que a hasta pública, que se realizou quinta-feira (28 de março de 2019), não recebeu licitações. Dentro de 30 dias, no final de abril, irá realizar-se uma nova hasta pública, e pelo mesmo valor, 14 milhões de euros.

Apesar de ter ficado deserta, a hasta pública foi concorrida, sendo que a ausência de ofertas estará relacionada com preço solicitado. A autarquia acredita que a ausência de ofertas é um procedimento normal nestes casos, numa tentativa de fazer baixar o valor de saída. 

Em causa estão seis lotes de terrenos que têm uma área total de 14,363 metros quadrados (m2) e autorização para construir 64,909 m2. Terrenos esses que já têm algumas infraestruturas básicas, como iluminação pública e rede de água, cabendo ao futuro dono terminar as obras de urbanização e, depois, construir os prédios, escreve o Público. 

Segundo a publicação, para estes terrenos, o Plano de Pormenor do Almarjão prevê edifícios com 10 a 12 andares, cada um com 24 a 28 fogos, estando prevista a construção de 152 casas.

O que é a Pedreira dos Húngaros?

A Pedreira do Húngaros foi um dos maiores bairros de lata da Grande Lisboa, tendo a última casa do bairro sido demolida a 25 de abril de 2003. Foi lá que viveram mais de 3 mil pessoas durante 20 anos, a maioria cidadãos cabo-verdianos arrastados pela descolonização, escreve a SIC Notícias. Um local, de resto, que ficou conhecido pela má fama, associada à pobreza, criminalidade, violência e tráfico de droga.