Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Vistos dourados voltam a brilhar: crescem mais de 80% num ano

Photo by ZSun Fu on Unsplash
Photo by ZSun Fu on Unsplash
Autor: Redação

O programa de vistos gold voltou a ganhar brilho. Depois de uma queda a pique no primeiro semestre do ano, e da recuperação de fôlego, em julho, o investimento captado a partir das Autorizações de Residência para Atividade de Investimento (ARI) subiu 80,6% em agosto, face a igual período do ano passado, para 82,5 milhões. 

Relativamente a julho (98,2 milhões de euros), o investimento captado por via deste instrumento recuou 16%. Do total do investimento captado em agosto, 76 milhões de euros correspondem à atribuição de vistos gold por via do requisito de aquisição de bens imóveis, enquanto os restantes 6,4 milhões de euros resultam da concessão de ARI mediante o critério de transferência de capitais, segundo os dados estatísticos do SEF, citados pela Lusa.

No mês passado foram atribuídos 147 vistos, dos quais 140 resultantes da compra de bens imóveis, seis por via da transferência de capitais e um pela criação de, pelo menos, 10 postos de trabalho. Do total de vistos concedidos com a compra de imóveis, 40 corresponderam à aquisição tendo em vista a reabilitação urbana.

Nos primeiros oito meses do ano, o investimento captado totalizou 553 milhões de euros, ligeiramente abaixo dos 555 milhões de euros registados um ano antes.

Em quase sete anos – o programa ARI foi lançado em outubro de 2012 –, o investimento acumulado até agosto totalizou 4.802.871.680,23 euros, com a aquisição de imóveis a somar 4.337.808.884,78 euros. Por nacionalidades, a China lidera a atribuição de vistos (4.369), seguida do Brasil (817), Turquia (363), África do Sul (311) e Rússia (279).