Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Assim será a residência para seniores que está a nascer em Almada

Terá 17 quartos duplos, 24 individuais e 6 apartamentos. Obras estão a cargo do grupo DST num investimento superior a 4 milhões.

Almada terá uma nova residência para seniores em 2022
Grupo DST
Autor: Redação

Vai nascer na Cova da Piedade, em Almada (Setúbal), uma residência para seniores com 17 quartos duplos, 24 individuais e seis apartamentos para casais e espaços de apoio à comunidade local, distribuídos por quatro pisos. A Residência Nossa Senhora da Piedade, como se chama, é promovida pelo Centro Social Paroquial Padre Ricardo Gameiro. As obras estão a cargo do grupo bracarense DST, estando em causa um projeto avaliado em mais de 4 milhões de euros que estará concluído em julho de 2022.

Segundo a construtora DST, SA, trata-se de um equipamento social para seniores com uma área total de construção de aproximadamente 6.500 metros quadrados (m2). 

“A execução da obra, no valor superior a quatro milhões de euros, conta com a participação de outras empresas do dstgroup, nomeadamente a dte - instalações especiais -, a tagregados e a tgeotecnia e da parceira períciargumento. O projeto tem assinatura do arquiteto Eduardo Porfírio e do Centro de Estudos de Engenharia, Lda.”, refere a empresa, e comunicado.

Almada terá uma nova residência para seniores em 2022
Grupo DST

Ruína de antiga adega será preservada

O local onde vai ganhar vida a residência para seniores foi em tempos um espaço ocupado por instalações industriais, adianta o grupo DST, salientando que o novo equipamento social, localizado na Rua Francisco Ferrer, “agrega ainda a ruína de uma antiga adega com 210 m2, que será integrada no projeto após reabilitação”. 

“Estão previstas diversas valências destinadas ao apoio da comunidade local, nomeadamente uma capela, um espaço cultural polivalente, uma área destinada à fisioterapia e uma ludoteca, abertas ao exterior”, lê-se no documento.

O grupo DST revela que as obras, que já estão a decorrer, incluem, por exemplo, a demolição de edificações que se encontravam em avançado estado de degradação, estando “ainda prevista a execução de arranjos exteriores, arruamentos e de um espaço infantil”. 

Almada terá uma nova residência para seniores em 2022
Grupo DST