Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

família: oito em cada dez trabalhadores com redução de horário são mulheres (gráficos)

Autor: Redação

oito em cada dez trabalhadores com redução de horário são do sexo feminino, indica um estudo do instituto nacional  de estatística (ine), que recorda que são as mulheres quem mais tenta conciliar vida familiar e trabalho. "entre os trabalhadores que optaram por reduzir o horário de trabalho em benefício dos filhos, as mulheres representavam 78,6% dos casos em 2010", cita a sic notícias 

as mulheres estão mais presentes na vida familiar e são quem mais se disponibiliza para tratar do próximo: 64,4% dos prestadores de cuidados a crianças e a pessoas dependentes são do sexo feminino, revela o destaque do ine que fala em 648 mil mulheres

quase duas em cada dez mulheres dispõem do seu tempo para tratar de outros: 18,1% das mulheres entre os 15 e os 64 anos prestam regularmente cuidados a crianças com menos de 15 anos (para além dos seus próprios filhos ou dos filhos do cônjuge) e a pessoas doentes, incapacitadas ou idosas

segundo a sic notícias, são as trabalhadoras quem mais utiliza instrumentos de conciliação como a redução do horário de trabalho, a interrupção de carreira e a licença parental

um estudo do ine realizado em 2010 conclui que mais de metade das mulheres que trabalha por conta de outrem, com um horário de trabalho fixo, consegue reduzir o seu horário em pelo menos uma hora por razões familiares enquanto: 32,4% diz ter "geralmente essa possibilidade", 23,8% admite que raramente consegue ter uma redução de horário e as restantes não têm qualquer hipótese  de o fazer 

apesar do esforço de conciliação com a vida familiar, a maioria das  mulheres (62,7%) diz que não tem possibilidade de se ausentar do trabalho por dias completos, por razões familiares