Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Como gerir (e manter) a cultura organizacional da empresa em tempos de crise

Com o teletrabalho, e no meio da avalanche da pandemia, é preciso investir em fortalecer laços entre equipas e promover rotinas equilibradas.

Perry Grone on Unsplash
Perry Grone on Unsplash
Autor: Redação

São muitas as empresas que, por este dias, fazem girar o seu negócio a partir de casa. O teletrabalho passou, de resto, a ser obrigatório, sempre que possível, segundo as medidas de caráter excecional aprovadas pelo Governo. E no meio da avalanche da pandemia do novo coronavírus, é preciso encontrar forma de continuar a fomentar a cultura organizacional da empresa, fortalecer laços entre equipas e ajudar à promoção de rotinas equilibradas de trabalho, em conciliação com o espaço e tempo pessoais.

Com o teletrabalho, os colaboradores estão fisicamente afastados, sendo por isso mais difícil transmitir os valores, hábitos e cultura da empresa. Para fazer frente a este desafio, a Pipedrive partilhou cinco dicas essencias para manter e fortalecer o espírito organizacional, que agora apresentamos. 

Canais de comunicação para ouvir os colaboradores

Com as novas rotinas de trabalho é fundamental garantir que os colaboradores se sentem “escutados”, e que possuam condições para trabalhar como se estivessem no escritório.

O trabalhador precisa de um computador? De um segundo ecrã? É importante que estes pedidos seja concedidos para manter o nível de produtividade.

Flexibilidade e rotinas de trabalho

Trabalhar desde casa é um desafio, uma vez que as condições poderão ser bem diferentes daquelas que existem no escritório. Assim, é importante que a empresa tente perceber quais são as preocupações das pessoas, para que estas possam manter-se comprometidas e empenhadas.

Seja permitir que o trabalhador se ausente durante uns momentos para cuidar do filho, ou para realizar uma qualquer tarefa extra pessoal que contribua para a sua felicidade e tranquilidade. Os tempos que vivemos são difíceis, pelo que se torna preponderante manter as pessoas felizes.

Entreajuda e partilha entre equipas

O teletrabalho não é uma novidade. Ainda assim, é certo que muitas empresas não tinham ainda lidado com a realidade de ter todos os colaboradores desde casa. É, por isso, fundamental, que exista um canal aberto de comunicação de partilha de dúvidas com chefes e entre equipas, para que o espírito de entreajuda e de cooperação não se perca.

Atenção ao bem-estar físico e emocional

É importante referir que trabalhar desde casa não significa ter uma menor carga de trabalho, muito pelo contrário. O ambiente de casa mistura-se com o ambiente de escritório, sendo por vezes difícil separar as águas.

É essencial manter rotinas, incentivar ao relaxamento, à prática de exercício, promover o agendamento de encontros online para conversar descontraídamente e sem se falar de trabalho. Tudo técnicas importantes para ajudar os trabalhadores a atravessar esta fase de ansiedade, garantindo-se o bem estar físico e emocional.

Recrutamento

É igualmente importante que a empresa encontre alternativas seguras para o recrutamento de novos colaboradores, uma vez que quer as entrevistas, quer a assinatura do contrato, não podem ser feitas de forma presencial, procurando transmitir-lhe, por outras vias, a cultura e espírito da empresa.

A videoconferência e assinaturas digitais podem ser uma forma de contornar os novos obstáculos.