Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Taxa de desemprego já reflete a crise e sobe para 7% em junho – o valor mais alto em quase dois anos

INE
INE
Autor: Redação

A taxa de desemprego subiu para 7% em junho, o valor mais elevado desde o início da pandemia da Covid-19 – 5,9% em maio, 6,3% em abril e 6,2% em março –, segundo dados provisórios divulgados esta quarta-feira (29 de julho de 2020) pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Trata-se, de resto, do valor mais alto desde agosto de 2018.

“A taxa de desemprego (conceito OIT) situou-se em 7%, mais 1,1% que no mês precedente, mais 0,8% que há três meses e mais 0,4% que há um ano”, lê-se no boletim do INE.

Segundo a mesma fonte, “em junho de 2020, a população desempregada – cuja estimativa provisória foi de 350,9 mil pessoas – registou um aumento de 21,2% (61,3 mil) em relação ao mês anterior, de 10,6% (33,7 mil) relativamente a três meses antes e de 3% (10,0 mil) por comparação com o período homólogo de 2019”.