Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Portugal 2020: construção vai receber 700 milhões de euros nos próximos anos

Autor: Redação

Das candidaturas já aprovadas ao Portugal 2020, mais de 1.100 são projetos empresariais da construção civil e que representam mais de 700 milhões de euros de investimento, um valor que “irá certamente contribuir para a retoma do setor”, disse o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques.

Segundo o governante, que esteve esta quarta-feira (dia 12) na sede da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN), no Porto, para debater o papel do setor na promoção do investimento e na dinamização da economia, serão investidas “várias centenas de milhões” de euros no setor aeroportuário, nomeadamente com a construção do novo aeroporto de Lisboa e com a expansão dos de Porto e Faro. Já a reabilitação urbana receberá investimentos superiores a cinco mil milhões de euros nos próximos anos, 70% dos quais aplicados por privados, escreve o Dinheiro Vivo.

No que diz respeito aos fundos comunitários, Pedro Marques lembrou que quando o Governo tomou posse o “Portugal 2020 estava bloqueado e havia, apenas, quatro milhões de euros de incentivos pagos” às empresas. O ano de 2016 terminou com mais de 450 milhões de pagamentos realizados e, no início de 2017, o Executivo conseguiu “acelerar ainda mais” o ritmo de execução do novo quadro comunitário, “duplicando [o ritmo] de 2016”. Atualmente está a liquidar, em média, 78 milhões de euros de incentivos por mês.

“Em pouco mais de um ano, aprovámos mais de cinco mil milhões de euros de investimento das empresas em inovação produtiva e investigação e desenvolvimento empresarial, o que irá criar 25 mil postos de trabalho, dos quais 30% qualificados, e um acréscimo de sete mil milhões de euros de exportações”, explicou, citado pela publicação.