Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

AICCOPN

A Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN) é uma associação de classe, de âmbito nacional, fundada em 1892. Tem como principal objectivo a promoção e desenvolvimento do sector da construção e a defesa dos interesses dos seus associados.

Coronavírus cancela eventos e empresas associadas à construção e montagem de stands “pagam fatura”

As empresas fornecedoras de bens e serviços no âmbito de feiras internacionais e outros eventos “atravessam momento excecionalmente grave” por causa do novo coronavírus, revela em comunicado a Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN), salientando que a pandemia já levou ao cancelamento de mais de 680 eventos, colocando em risco 2.000 postos diretos de trabalho e ameaçando uma atividade que fatura 300 milhões de euros por ano.

Notícia sobre:

Licenças para construção de habitação nova disparam 17,2% num ano

Em 2019, as obras de construção e reabilitação de edifícios habitacionais licenciadas pelas câmaras municipais aumentaram 9,4% face a 2018, para 16.461, revelou a Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN), salientando que o número de fogos licenciados em construções novas totalizou 23.737, mais 17,2% que no período homólogo.

Notícia sobre:

Atividade na reabilitação urbana abranda no arranque de 2020

A atividade na reabilitação urbana recuou 0,3% em janeiro de 2020 face ao mesmo mês do ano anterior, revela a Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN), acrescentando que se trata da segunda variação negativa registada após um crescimento ininterrupto desde setembro de 2017.

Notícia sobre:

Concursos de obras públicas promovidos em 2019 cresceram 50% – para 3.992 milhões

O montante total de concursos públicos de empreitadas promovidos em 2019, ou seja, objeto de anúncio, situou-se nos 3.992 milhões de euros, mais 50% que em 2018. Já o total de contratos celebrados, no âmbito de concursos de empreitadas e reportados no Portal Base até dia 15 de janeiro, situou-se nos 1.847 milhões de euros, mais 28% que no ano passado.

Notícia sobre:

Reabilitação urbana: carteira de encomendas cresce 4,5% num ano

Em novembro, o nível de atividade da reabilitação urbana manteve-se estável face ao registado no mesmo mês do ano passado, tendo aumentado ligeiramente (0,2%). Já a carteira de encomendas aumentou 4,5% em termos homólogos. Em causa estão dados da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN).

Notícia sobre:

Reabilitação urbana a recuperar: encomendas sobem 5,7% num ano

Em outubro, o índice que mede o nível de atividade da reabilitação urbana menteve-se praticamente no mesmo nível face ao período homólogo, tendo aumentado apenas 0,2%. Já o índice Carteira de Encomendas cresceu 5,7% face a outubro de 2018.

Notícia sobre:

Construção continua a crescer: faturou 10,8 milhões no estrangeiro em 2018

O setor português da construção está a atravessar um bom momento. Depois dos anos “negros”, parecem ter chegado os dias de glória: o volume de negócios internacional atingiu no ano passado os 10,8 milhões de euros.

Notícia sobre:

Construção nova ao rubro: novos licenciamentos disparam 27,9%

A construção nova está a renascer. E os números revelados pela AICCOPN comprovam isso mesmo: foram licenciados 5.887 alojamentos em construções novas no primeiro trimestre de 2019, mais 27,9% que no mesmo período do ano passado. 

Notícia sobre:

Concursos de obras públicas sobem 79% em ano de eleições

Nos primeiros quatro meses do ano, o volume de concursos públicos de empreitadas anunciados em Diário da República atingiu os 1.469 milhões de euros, mais 79% que no período homólogo, revelou a AICCOPN.

Notícia sobre:

Licenças para construção de casas novas disparam 37,3% num ano

Em janeiro e fevereiro, as câmaras municipais licenciaram 3.851 alojamentos em construção nova, o que corresponde a um “expressivo aumento de 37,3%” face ao mesmo período do ano passado, revelou a AICCOPN.

Notícia sobre: