Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Alunos do ensino superior vão ter 12 mil novas camas em residências em 2019

Jordan Encarnação/Unsplash
Jordan Encarnação/Unsplash
Autor: Redação

O Governo conta ter disponíveis, a partir de setembro de 2019, mais 12 mil camas para alunos do ensino superior. O Conselho de Ministros aprovou um diploma que pretende acelerar o processo de construção e requalificação de residências em todo o país, sendo que metade desta oferta estará disponível nas zonas de Lisboa e do Porto.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, esclareceu que esta medida vem “aumentar em cerca de 80% a oferta atual de alojamento para estudantes a preços acessíveis e regulados”, acrescentando que o plano inclui a construção ou reaproveitamento de cerca de 200 edifícios em todo o território nacional durante a próxima década.

“Atendendo à urgência na implementação do plano de intervenção, para garantir um aumento significativo da oferta de alojamento a estudantes do ensino superior já a partir do ano letivo 2019/2020, o Governo estabeleceu ainda um regime especial para concretização mais célere da primeira fase do plano”, lê-se no comunicado do Conselho de Ministros.

O documento refere ainda que este plano de intervenção visa a modernização e expansão da oferta de alojamento estudantil “a custos acessíveis dirigida aos alunos que se encontram deslocados do local de residência”.