Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Britânica Amro aterra em Portugal - e aposta em nova residência de estudantes no Porto

Projeto vai nascer no Campus Universitário da Asprela e está avaliado em 17 milhões.

Nova residência de estudantes no Porto
Photo by Parker Gibbons on Unsplash
Autor: Redação

Há um novo ator no mercado português de residências de estudantes – vem do Reino Unido e chama-se Amro Partners. E foi no Porto que decidiu fazer o seu primeiro investimento no país, adquirindo o local onde vai desenvolver uma residência de estudantes por cerca de 17 milhões de euros.

A informação foi confirmada esta segunda-feira (dia 12 de julho de 2021) pela própria Amro Partners na sua página de LinkedIn, onde refere, aliás, que este projeto na cidade Invicta vai nascer no Campus Universitário da Asprela (Pólo II) e vai oferecer aos estudantes 151 camas.

Este investimento insere-se na estratégia de expansão da própria Amro Partners na Península Ibérica. E, neste sentido, também adquiriu recentemente um local em Madrid para desenvolver uma outra residência para estudantes. Este projeto avaliado em 32 milhões de euros vai ser construído em Getafe e ficará perto da Universidade Carlos III de Madrid, da Universidade Rey Juan Carlos e também do Hospital Universitario de Getafe, referem na publicação. A oferta prevista para esta residência de estudantes é de 216 camas.

Nova residência de estudantes no Porto
Photo by Gabriel Beaudry on Unsplash
Estas duas unidades ‘student housing’ vão oferecer um total de 367 novas camas e serão construídas de forma a obter a classificação de excelência na certificação ambiental BREEAM. O objetivo passa por tornar estas residências "dois dos novos edifícios mais sustentáveis da Península Ibérica”, referem ainda na publicação. Será no verão de 2023 que ambas deverão abrir portas sob a gestão da Amro Estudiantes.

Estes novos investimentos – que totalizam 49 milhões de euros – vão aumentar em cerca de 33,3% o valor do portfólio atual da Amro Partners na Península Ibérica, elevando-o aos 200 milhões de euros. Sobre esta evolução, Raj Kotecha, co-fundador e managing director da Amro Partners, refere que, hoje, “atingimos um período extraordinário de crescimento em que foi possível concretizar a nossa ambição de nos tornarmos num verdadeiro negócio pan-ibérico em apenas três anos".

As novas camas que vão chegar ao mercado vêm ajudar a equilibrar a oferta existente para a tamanha procura, embora ainda assim permaneça escassa. “O mercado de alojamento estudantil na Península Ibérica permanece criticamente mal servido e, crucialmente, mostrou a sua resiliência ao longo dos últimos quinze meses. Os nossos projetos em Madrid e no Porto asseguram que vamos continuar a captar com sucesso uma quota de mercado significativa nesta etapa inicial e, assim, continuamos focados em aumentar a nossa presença na região, com novas oportunidades de alojamento para estudantes e ‘multifamily’ no pipeline”, avançou ainda Raj Kotecha.