Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

construção terá regime excepcional para as cauções

garantia foi dada pelo ministro da economia, álvaro santos pereira
Autor: Redação

o ministro da economia, álvaro santos pereira, anunciou esta terça-feira, na comissão parlamentar de economia e obras públicas, que o governo vai adoptar medidas de carácter excepcional e temporário para o sector da construção. segundo o governante, estas medidas dizem respeito a uma alteração do regime das garantias prestadas, passando as cauções a poderem ser libertadas em cinco anos em parcelas de 30%, 30%, 15%, 15% e 10%

de acordo com o jornal de negócios, que cita álvaro santos pereira, as medidas temporárias permitirão libertar 5.300 milhões de euros em garantias em 2012 e 2013 e poupanças de 160 milhões em encargos financeiros. “o impacto financeiro destas medidas em 2012 e 2013 será a libertação de mais de 5.300 milhões de euros em garantias”, disse o ministro, salientando que “o essencial desta medida é permitir às empresas maior desafogo financeiro

sublinhe-se que este regime excepcional destina-se apenas a contratos já celebrados ou a celebrar até 1 de junho de 2016