Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Imobiliário e construção entre os setores com colaboradores mais felizes e produtivos

Colaboradores da Remax, na última convenção da rede imobiliária, no Algarve
Autor: Redação

Os setores do imobiliário e da construção, a par da indústria, estão no topo da satisfação dos trabalhadores a nível internacional. Por oposição, quem está a trabalhar no Estado, ou nas áreas de transportes e logística está mais infeliz. Em todos os casos, de forma geral, o nível de felicidade sobe nos cargos de chefia, face aos subordinados. 

As conclusões são do mais recente estudo Happiness Works, da Universidade Atlântica, citado pela Vida Imobiliária, que inquiriu mais de 200 empresas em vários países. Em Portugal, foi avaliado o grau de felicidade dos profissionais com base nas respostas de 2.359 trabalhadores.

A grande conclusão é que quem é mais feliz no trabalho, é também mais produtivo, segundo escreve o site, frisando que se todos os profissionais fossem felizes, a produtividade em Portugal seria superior em 300 milhões de euros.

A relação entre a felicidade profissional e a produtividade foi comprovada através da medição do absentismo, retenção de talento e perceção de produtividade. 

Os números deste estudo da responsabilidade de Georg Dutschke estão em linha com os resultados obtidos noutros países, como os EUA, onde o estudo foi levado a cabo pela Universidade de Michigan, aponta ainda a Vida Imobiliária.