Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Merlin Properties mexe-se para cotar na bolsa portuguesa ainda este ano

Autor: Redação

A Merlin Properties quer cotar em Portugal ao abrigo do novo regime das SIGI e ser reconhecida como um “ator local”. A intenção da sociedade de investimento espanhola (socimi) não é nova. A novidade é que a empresa liderada por Ismael Clemente já avançou com os processos administrativos que lhe vão permitir entrar na bolsa portuguesa, sendo o seu objetivo que tal aconteça até ao fim deste ano.

“Somos uma empresa ibérica. Para nós, a Península Ibérica é um único mercado geográfico e queremos ser cotados em Portugal, para que nos reconheçam como um ator local no país”, diz Ismael Clemente, num pequeno-almoço de trabalho promovido pela Confederação Espanhola de Diretores e Executivos, no qual o gestor - segundo conta o Expansión - deu a conhecer a intenção de concluir a constituição de uma SIGI em Portugal e consequente entrada na bolsa portuguesa até ao final deste ano.

Em Espanha, a Merlin Properties é um dos chamados REIT (Real Estate Investment Trusts), na sigla original em inglês, que são fundos de investimento em imobiliário cotados em bolsa. Em Portugal, o regime legal dos REIT, traduzidos para SIGI, foi aprovado no início deste ano, embora ainda não se conheçam fundos que já tenham sido constituídos em Portugal ao abrigo do novo regime legal.

A Merlin Properties tem em Lisboa oito edifícios de escritórios, com 100.300 m2, bem como dois centros comerciais e um entreposto logístico. A empresa espanhola conta já com ativos de 1.000 milhões de euros no mercado nacional e tem mais de 1.000 milhões para investir até 2023.