Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

SIGI

Últimas notícias sobre "SIGI" publicadas em idealista.pt/news

Ores entrou em bolsa há três meses, mas ações não mexeram - investidores "à espera" de rentabilidade

A Olimpo Real Estate Portugal (Ores) – a primeira Sociedade de Investimento e Gestão Imobiliária (SIGI) listada no mercado nacional –, que foi lançada em conjunto pela Sonae Sierra e o Bankinter, completa os primeiros três meses na bolsa portuguesa, mas ainda não fez negócio. A SIGI encara a ausência de transações como um compromisso assumido pelos seus acionistas.

Notícia sobre:

SIGI do Bankinter e da Sonae Sierra compra cinco supermercados no país por 37 milhões

A Olimpo Real Estate Portugal (Ores Portugal), Sociedade de Investimento e Gestão Imobiliária (SIGI) lançada pelo Bankinter e pela Sonae Sierra no final de junho, já “anda às compras” e acaba de concluir a aquisição dos primeiros ativos imobiliários em Portugal. A SIGI comprou cinco superfícies comerciais no país, num investimento total de 37 milhões de euros.

Notícia sobre:

SIGI: Ores entrou em bolsa há um mês mas ações não negociaram

A Olimpo Real Estate Portugal (Ores Portugal), primeira Sociedade de Investimento e Gestão Imobiliária (SIGI) a nascer em Portugal – na sequência de uma parceria entre o Bankinter e a Sonae Sierra –, entrou em bolsa no dia 24 de junho de 2020, mas as primeiras sessões foram em branco. Agora, um mês depois de ter sido admitida à negociação, a valer 4,00 euros cada, as ações ainda não registaram qualquer variação.

Notícia sobre:

Merlin Propertites: “Acreditamos que a nossa atividade terá muito futuro em Portugal”

A Merlin Properties (MP) aterrou em Portugal em 2015, com a compra do Edifício Caribe, no Parque das Nações, em Lisboa, e desde então foi sempre a somar, tendo inclusive começado a cotar este ano em bolsa – em regime de dual listing e não como Sociedade de Investimento e Gestão Imobiliária (SIGI), estatuto que ainda não adotou em Portugal. Em entrevista ao idealista/news, Ismael Clemente, CEO da SOCIMI espanhola, diz que a aposta em Portugal é para manter, mesmo no pós-Covid-19. Uma garantia, de resto, que já tinha sido dada por João Cristina, diretor da empresa em Portugal.

Notícia sobre:

“A qualidade dos nossos ativos e clientes dá-nos tranquilidade para enfrentar qualquer obstáculo”

A Socimi espanhola Merlin Properties (MP) entrou em força em Portugal, tendo comprado, desde 2015, vários imóveis no país (ver tabela em baixo), sobretudo no segmento de escritórios. A sede da Nestlé, em Linda-a-Velha (Lisboa) – por 12,5 milhões de euros, em 2019 –, foi a última aquisição da empresa, que começou a cotar em Portugal, na Euronext Lisbon, em janeiro de 2020. Veio entretanto a pandemia da Covid-19, tendo a MP decidido congelar parte dos investimentos programados em Espanha. Em Portugal não está, no entanto, a ter grande impacto, segundo garante ao idealista/news João Cristina, diretor da empresa em Portugal.

Notícia sobre:

Empresas do imobiliário candidatas à bolsa de Lisboa não recuam por causa da Covid-19  

A admissão da socimi espanhola Merlin Properties na bolsa de Lisboa, no arranque de 2020, deixou a porta aberta a novas cotadas do setor imobiliário que, apesar dos tempos de incerteza, por causa da pandemia do novo coronavírus, mantêm os planos de vir a cotar na Euronext Lisbon

Notícia sobre:

Merlin compra 34% das ações da (também) socimi Silicius em troca de três centros comerciais

A socimi espanhola Merlin Properties, que está à espera do passaporte comunitário para operar também como socimi em Portugal – como Sociedade de Investimento e Gestão Imobiliária (SIGI) –, comprou 34% das ações da também socimi Silicius, propriedade da empresa gestora de património Mazabi. Como “moeda de troca”, cedeu três centros comerciais: Fira, em Reus, Thader, em Múrcia, e um espaço localizado no Centro Nassica, em Getafe, Madrid.

Notícia sobre:

Merlin à espera do passaporte comunitário para ser socimi também em Portugal

O foco da maior empresa imobiliária cotada em Espanha continua apontado para Portugal. Em paralelo com os investimentos que tem em curso na melhoria dos ativos que detém no mercado luso, a Merlin pretende operar em Portugal também como socimi - à semelhança do país vizinho. "Mas para isso esperamos um aperfeiçoamento legal e regulamentar do regime das SIGI - (Sociedades de Investimento e Gestão Imobiliária) e que seja criado um passaporte comunitário", explica o CEO da empresa espanhola, Ismael Clemente.

Notícia sobre: