Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Centro comercial Nova Arcada em Braga passa para as mãos do fundo israelita MDSR

O espaço vendido pela CGD tem 71.319 m2, 108 lojas, incluindo um Ikea e uma unidade hospitalar.

Sonae Sierra
Sonae Sierra
Autor: Redação

O fundo israelita MDSR  acaba de fechar a compra do centro comercial Nova Arcada, em Braga, à Caixa Geral de Depósitos (CGD)  - os valores do negócio não foram divulgados oficialmente. A gestão e comercialização do espaço com 71.319 metros quadrados (m2), 108 lojas, incluindo um Ikea e uma unidade hospitalar, continuará a cargo da Sonae Sierra, responsável pela função desde 2012.

“Temos vindo a observar o mercado português há algum tempo, pois acreditamos que ainda está cheio de oportunidades”, refere Ran Shtarkman, CEO e co-fundador da MDSR, citado em comunicado. Com a aquisição do Nova Arcada - por cerca de 45 milhões de euros, segundo o ECO -, o fundo conclui um dos “objetivos de entrar no mercado com um ativo de primeira”.

A MDSR Investments é uma empresa de imobiliário internacional. Desde a sua criação em 2015, já adquiriu 37 ativos comerciais na Espanha, com um total de mais de 250.000 m2 de área locável.

Vista aérea / C&W
Vista aérea / C&W

Cristina Santos, administradora responsável pela área de gestão da Sonae Sierra na Iberia, enaltece a “muita satisfação” com que continuam envolvidos num projeto que ajudaram “a erguer” e que é um “verdadeiro caso de estudo de revitalização e reposicionamento de um ativo imobiliário”.

Em 2012 a Sonae Sierra assumiu a remodelação, comercialização e gestão do espaço, sendo responsável pela reabilitação do ativo que abriu ao público em março de 2016. O Nova Arcada recebe anualmente mais de 6 milhões de visitas e tem uma taxa de ocupação superior a 95%, tendo registado um aumento de vendas da ordem dos 11% (excluindo loja IKEA) no último ano.