Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Google vai avançar com modelo de trabalho híbrido – flexibilidade é palavra de ordem

Neste novo modelo há a opção de trabalhar em qualquer lugar durante 4 semanas por ano.

Mitchell Luo/Unsplash
Mitchell Luo/Unsplash
Autor: Redação

A Google já avançou como será o regresso aos escritórios. A ideia passa por implantar um modelo híbrido que pressupõe trabalhar em regime presencial pelo menos três dias por semana e os restantes dias em teletrabalho. Mas este modelo só vai ser aplicado assim que terminarem as restrições impostas para controlar a pandemia da Covid-19 e o número de casos diminua consideravelmente na maioria dos países do mundo.

A informação foi avançada pelo próprio CEO da Google, Sundar Pichai, que através da sua conta no Twitter, revelou na semana passada que quer pôr em prática o seu novo plano híbrido de regresso aos escritórios, defendendo que "o futuro do trabalho na Google passará pela flexibilidade". E justifica ainda que “a maioria dos nossos empregados continuam a querer estar nos escritórios algum tempo e muitos querem também gozar da flexibilidade de trabalhar a partir de casa alguns dias por semana”, lê-se na publicação.

Passo a passo, a gigante tecnológica já começou a reabrir os seus escritórios, revela o espanhol El Pais Financiero. O processo já deu início em abril, quando os casos de Covid-19 nos EUA e na Europa – onde tem a maioria dos seus escritórios - começaram a diminuir. Mas não há obrigatoriedade de regressar já aos escritórios. A mesma publicação avança que será possível continuar a trabalhar a partir de casa até setembro.

Flexibilidade é palavra de ordem

Neste novo modelo de trabalho da gigante tecnológica estão previstos outros benefícios que trazem flexibilidade à vida dos seus trabalhadores. Sundar Pichai salienta na sua conta do Twitter ainda que a Google vai “oferecer mais opções de localização para trabalhar – num dos nossos ‘campus’ – bem como a opção de trabalhar totalmente de forma remota consoante as necessidades da função e da equipa”. Para além desta, há ainda outra novidade: “vamos oferecer benefícios flexíveis, como a opção de trabalhar em qualquer lugar durante 4 semanas por ano”, revela ainda o CEO da Google.

Benefícios do trabalho em grupo

Na mensagem publicada no blog da Google, Sundar Pichai salienta a importância de voltar aos escritórios. “Por mais de 20 anos, os nossos trabalhadores têm vindo ao escritório para resolver problemas – ou durante um café, ou em volta de um quadro branco ou durante um jogo de vólei de praia ou críquete. Os nossos escritórios estão no centro da comunidade do Google e a maioria de nossos trabalhadores ainda deseja estar nos escritórios algum tempo”, explica.

Em resultado, a Google conta que 60% dos seus trabalhadores vão estar no escritório alguns dias por semana, 20% vão estar a trabalhar em novos escritórios e ainda 20% vão estar em teletrabalho.