Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Maleo investe mais de três milhões em espaços de escritórios em Portugal só este ano

A operadora nacional de "full-serviced office spaces" prepara-se para abrir o seu quinto espaço de escritórios, com cerca de 1.200 m2, no Parque das Nações.

Escritório Mouzinho da Silveira 10, em Lisboa, aberto este ano / www.maleo.com
Escritório Mouzinho da Silveira 10, em Lisboa, aberto este ano / www.maleo.com
Autor: Redação

A Maleo, operadora nacional de "full-serviced office spaces", está prestes a abrir o seu quinto espaço de escritórios em Lisboa, no Parque das Nações. Com um total de 1.200 metros quadrados (m2), divididos em dois pisos, oferece “projetos exclusivos de escritório à medida”, isto é, escritórios equipados e com serviços de escritórios virtuais, salas de reunião, business lounges, equipa de receção, suporte tecnológico e apoio logístico. Com esta nova abertura, a Maleo soma mais de três milhões de euros em investimento só este ano, “em contraciclo com o período que a economia do país vive”.

Em plena pandemia, por exemplo, foi inaugurado um espaço na Mouzinho da Silveira 10, em Lisboa, numa localização junto à Avenida da Liberdade. Neste caso, a Maleo desenvolveu todo o conceito de arquitetura, infraestrutura e obra, com a ocupação em exclusivo de um edifício de oito pisos (sete de escritórios), com cerca de 2.000m2 e zonas de terraço.

“Apesar dos constrangimentos que 2020 trouxe a todos, não deixámos de marcar a posição da Maleo. E se a generalidade do tecido empresarial assume uma estratégia mais expectante, ciente da necessidade de mudar hábitos organizacionais e ligação entre o espaço físico e os seus colaboradores, quisemos apresentar uma solução, porque a criatividade e a colaboração continuam a ser indispensáveis”, explica Para Nuno Condinho, COO da Maleo.

No seu conjunto, as cinco operações de “serviced offices” que a Maleo gere, totalizam cerca de 12.000 m2. Aos espaços Saldanha - República 18, com 6 pisos (cerca de 2.800 m2), e Liberdade 245, com 3 pisos (2.000m2), a Maleo juntou este ano dois projetos em que opera todo o edifício: o Castilho 52 (4.000m2) e o Mouzinho da Silveira 10 (2.000m2). A estes, junta-se um novo “Maleo Business Center” no Parque das Nações, em novembro, com cerca de 1.200 m2. Na globalidade, a Maleo conta com um investimento total superior a 4 milhões de euros.

"Os espaços Maleo existentes integram cerca de 150 empresas (entre corporate offices de diversos países e PME portuguesas – cerca de 75%). Tem uma taxa de ocupação dinâmica de 80% e procura preferencial por escritórios de 4 a 6 pessoas, bem como espaços de ocupante único (pisos para 50 a 60 pessoas), em que a Maleo desenvolve o conceito à medida, crescendo com o cliente", explica a empresa, em comunicado.