Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Nova sede da Huawei em Lisboa passa a ter 1.800 m2 – e a ocupar dois pisos do edifício Art’s

Gestão de projeto dos novos escritórios da gigante chinesa no Parque das Nações esteve a cargo da consultora Cushman & Wakefield.

Cushman & Wakefield
Cushman & Wakefield
Autor: Redação

A Huawei decidiu aumentar e renovar os seus escritórios em Lisboa, passando agora a ocupar dois pisos no edifício Art’s, no Parque das Nações, num total de 1.800 metros quadrados (m2). A expansão e modernização da sede da Huawei “materializa o investimento em Portugal e a cada vez maior consolidação da empresa no país, atestada pelo crescimento” que tem “vindo a registar ao longo de mais de 15 anos”, diz Diogo Madeira da Silva, Head of Public Affairs & Communications da Huawei Portugal, em comunicado.

Segundo a Cushman & Wakefield (C&W), consultora responsável pela gestão do projeto de expansão dos escritórios da gigante chinesa na capital, a “conjugação das cores e dos materiais foi pensada de forma a criar um ambiente de trabalho moderno, estimulante e confortável, assumidamente direcionado para uma equipa multicultural, tendo essas premissas desempenhado um papel fundamental na materialização de uma atmosfera corporativa”.

Cushman & Wakefield
Cushman & Wakefield

Citado no documento, Rui Rodrigues, da equipa de Gestão de Projeto da C&W, revela que “o foco principal do projeto passou por modernizar e adaptar os escritórios à realidade atual da empresa, sem descurar a sua identidade e imagem corporativa”. No interior do escritório, acrescenta, “foram idealizadas diferentes soluções práticas e estruturadas, proporcionando ambientes personalizados às várias necessidades do cliente”.

Ricardo Passarinho, também da equipa de Gestão de Projeto da C&W, sublinha que o facto de “parte da obra” ter sido passada “em plena fase de confinamento foi um desafio para todas as partes envolvidas”, tendo sido cumpridas todas as normas e procedimentos de segurança e saúde.