Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

“Earthship”, casas ecológicas construídas com garrafas, latas e pneus

Exemplo de uma casa "Earthship" localizada no Novo México. Foto: earthship.com
Autor: Redação

Chamam-se “Earthship” (navios terrestres) e são casas autossuficientes construídas com material reciclado – garrafas, latas e pneus cheios de terra – que ajudam a garantir a sobrevivência dos ocupantes em casos de catástrofes. Segundo o arquiteto norte-americano Michael Reynolds (68 anos), criador deste tipo de habitações, as mesmas são autossuficientes em água, energia, saneamento e alimentação.

Segundo o Público, estas moradias captam a água da chuva e permitem que a mesma seja reutilizada quatro vezes (passando por alguns processos de tratamento), podendo ser aquecida pelo sol ou através de gás natural. Já a eletricidade é obtida através de sistemas solares e eólicos, sendo armazenada em baterias. No que diz respeito ao lixo e saneamento, as “Earthships” reutilizam o esgoto doméstico através de células de tratamento, interiores e exteriores. Os alimentos são cultivados numa estufa que aproveita a água usada nos lavatórios e que é posteriormente tratada para regar as plantas.

Por haver várias tipologias de construção, as construções de Michael Reynolds têm preços distintos, sendo que para os países desenvolvidos foi criado um “modelo global”: a planta da casa pode custar entre 3.700 e 7500 euros, sendo que por cada m2 o cliente tem de pagar mais 1.800 euros. Sublinhe-se que estas casas autossuficientes podem ser construídas num mês, cabendo ao cliente pagar a viagem e a estadia à equipa de construção.

De forma a ser possível chegar a mais pessoas foram criadas casas “low cost”, designadas “simple survival”. São modelos que custam alguns milhares de euros e que foram construídos no Haiti após o terramoto.

Clica aqui para veres mais informações.