Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

BE propõe congelamento do IMI e quer que ricos paguem a crise

Gtres
Gtres
Autor: Redação

O Bloco de Esquerda (BE) vai propor uma taxa sobre os milionários, “que aumentaram a um rácio de dez mil por ano”, e o congelamento do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) na discussão sobre o Orçamento do Estado (OE) para 2015. “Iremos ter uma cobrança extraordinária de IRS que permite ir buscar rendimentos, mas iremos ter propostas sobre o valor imobiliário também que permite ir buscar uma outra parte dessa riqueza, no fundo obrigando a pagar aqueles que têm fugido ao imposto”, disse o líder parlamentar do BE, Pedro Filipe Soares.

Segundo o deputado, “os ricos, os milionários, as fortunas devem ser chamados a pagar a crise”. 

Relativamente ao IMI, uma das propostas que o BE faz é “que o património de luxo seja taxado de forma diferenciada do património mais humilde”. Isto sem que “seja proibida a penhora de habitações por dívidas fiscais a famílias carenciadas”. 

Pedro Filipe Soares revelou que o partido vai apresentar uma proposta para “o congelamento do IMI para as famílias portuguesas”, segundo a qual os agregados “não devem pagar mais do que pagaram em 2014”.