Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Vistos gold: mais buscas ao centro do poder na Operação Labirinto (que agora se cruza com Marquês)

Autor: Redação

Desta vez, nem o Ministério das Finanças escapou às buscas dos investigadores da Operação Labirinto (vistos gold). Ontem, os investigadores foram à Secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais, liderada por Paulo Núncio à procura de provas de alegados favorecimentos fiscais à Intelligent Life Solutions (ILS), empresa que também está a ser investigada na Operação Marquês - no âmbito da qual José Sócrates está preso. 

Uma escuta alertou as autoridades para esta nova suspeita, escreve o Jornal de Notícias, dando nota de que aquele foi só um dos 34 alvos dos mais de 100 inspetores da Polícia Judiciária, magistrados do Ministério Público e elementos da Autoridade Tributária que foram ontem para o terreno.

Além de empresas e residências particulares, os investigadores realizaram buscas em outros organismos, como o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e serviços do Ministério das Finanças, destacou a Procuradoria-Geral da República, em comunicado citado pelo jornal.
 
Ligação à "Operação Marquês'  
 
A Intelligent Life Solutions, que está no centro deste desenvolvimento do caso dos vistos, tem entre os seus sócios um dos arguidos na "Operação Marquês", Paulo Lalanda de Castro, enquanto responsável em Portugal pela Octapharma. Esta farmacêutica empregou José Sócrates como consultor após a sua saída do Governo, pagando-lhe uma avença de 12 500 euros que está também sob suspeita do Ministério Público.