Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Operação marquês

Últimas notícias sobre "Operação marquês" publicadas em idealista.pt/news

Casa de Paris onde Sócrates viveu está a ser arrendada por 1.000 euros por noite

O apartamento de luxo de José Sócrates em Paris (França) está a ser arrendado por Carlos Santos Silva por 1.000 euros por noite. Desde setembro que o imóvel está disponível no mercado de arrendamento. O Ministério Público (MP) arrestou a casa este mês como garantia de pagamento de impostos que alegadamente Sócrates tem em atraso, pelo que as rendas obtidas desde a data da notificação pertencem ao Estado.

Notícia sobre:

Arrestos de imóveis "não têm fundamento e justificação”, diz José Sócrates

O antigo primeiro-ministro José Sócrates afirmou que os arrestos de imóveis que foi alvo no âmbito da Operação Marquês “não têm nenhum fundamento nem justificação". O DCIAP ordenou o arresto de várias propriedades, incluindo três apartamentos vendidos pela mãe de Sócrates ao empresário Carlos Santos Silva: o apartamento na Braancamp, em Lisboa, e dois no Cacém. Foi ainda apreendida uma herdade em Montemor-o-Novo, habitada pela ex-mulher de Sócrates.

Notícia sobre:

Ministério Público atribui seis crimes a José Sócrates

Corrupção passiva para a prática de atos contrários aos deveres do cargo, fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais, falsificação, recebimento indevido de vantagem e tráfico de influências. Estes são os seis crimes imputados a José Sócrates pelo Ministério Público (MP), sendo que três já eram conhecidos: corrupção, fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais.

Notícia sobre:

Grupo Lena e administrador da construtora juntam-se aos arguidos da Operação Marquês

O administrador do Grupo Lena, Joaquim da Conceição, e a própria empresa – Lena SGPS, uma das maiores no país ligadas ao setor da construção – foram esta terça-feira (dia 7) constituídos arguidos na Operação Marquês, cujo principal arguido é o ex-primeiro-ministro José Sócrates. O fundador do Grupo Lena, Joaquim Barroca, também está entre os arguidos no processo.

Notícia sobre:

Granadeiro e Bava receberam quase 50 milhões de euros de Salgado

Henrique Granadeiro e Zeinal Bava receberam mais de 48 milhões de euros do Grupo Espírito Santo (GES). Os dois antigos administradores da PT chegaram a receber mais que uma transferência – com origem no GES – no mesmo dia, sendo que o dinheiro era depositado em Singapura, no caso de Bava, e na Suíça, no caso de Granadeiro.

Notícia sobre:

Sócrates terá de pagar 19 milhões de euros ao Fisco por fortuna escondida na Suíça

Os americanos dizem que só há duas certezas na vida: a morte e pagar impostos. Pois agora parece ter chegado a hora de José Sócrates fazer contas com as Finanças portuguesas, pela fortuna que terá escondido na Suíça. O ex-primeiro-ministro continua a ser investigado sobre a origem do dinheiro, entre outras coisas no âmbito da Operação Marquês, e o Fisco pretende que o ex-líder socialista pague já 19 milhões de euros.

Notícia sobre:

Vale do Lobo: contas bancárias de Bataglia e irmãos Horta e Costa sob investigação

O negócio do resort Vale do Lobo, no Algarve, continua a dar que falar. Depois da detenção do ex-ministro socialista Armando Vara, por suspeitas de ter recebido contrapartidas num empréstimo enquanto estava na administração da CGD, agora o Ministério Público quer ter informações sobre as contas bancárias de Hélder Bataglia, Rui Horta e Costa e Luís Horta e Costa.

Notícia sobre:
Gtres

José Sócrates: o antes e o depois da casa onde o ex-primeiro-ministro está preso

O antigo primeiro-ministro José Sócrates está agora em prisão domiciliária, em casa da ex-mulher Sofia Fava. O imóvel onde agora reside o ex-líder socialista terá cinco assoalhadas e uma piscina coberta aquecida. A compra, em 2008, e reabilitação entretanto desta moradia de dois andares no coração de Lisboa terá custado um total cerca de 850 mil euros. Ora vê o antes e o depois.

Notícia sobre:

José Sócrates: venda de casa do ex-primeiro ministro usada para pagar dívidas a Santos Silva

Uma parte dos 675 mil euros resultantes da venda do apartamento de José Sócrates na rua Braancamp, no centro de Lisboa, vai servir para pagar dívidas a Carlos Santos Silva, o empresário e amigo do ex-primeiro ministro que também está detido por crimes de fraude, corrupção e branqueamento de capitais.

Notícia sobre: