Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Antigo edifício do “Diário de Lisboa” transforma-se em projeto residencial de luxo

Cortesia Luz Soriano Palace
Cortesia Luz Soriano Palace
Autor: Redação

A rua Luz Soriano albergou, durante décadas, a sede do Diário de Lisboa – por onde passaram nomes como Fernando Pessoa, Luís de Sttau Monteiro ou Mário Neves. O edifício, em pleno Bairro Alto, vai dar lugar a um novo empreendimento: o Luz Soriano Palace, que terá 11 apartamentos de tipologia T1.

É o atelier Architecture Tote Ser, em parceria com um grupo de investidores, que está a reabilitar o imóvel. “O projeto foi pensado desde a exposição solar à estrutura da planta do apartamento, o tipo de acabamentos e o modo como estes são aplicados, entre outros detalhes”, revelam os promotores, citados pelo Diário Imobiliário.

Sabe-se que o imóvel terá sido primeiramente uma residência aristocrata e só depois a sede do histórico jornal “Diário de Lisboa”, fundado por Joaquim Manso em 1921 e que se publicaria até 1990.

O empreendimento deverá ser inaugurado em 2018. Trata-se de um edifício que tem quatro pisos mais penthouse, onde o traçado clássico e a identidade histórica foram preservadas, ainda que a reabilitação esteja a seguir uma linha moderna e exclusiva, de grande sofisticação arquitetónica.

O investimento ronda os três milhões de euros, sendo que os 11 apartamentos, com áreas entre os 37 e os 126 metros quadrados (m2), estarão à venda por preços que variam entre os 230.000 e os 830.000 euros.