Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

... Mas foi no Porto que os preços mais subiram: dispararam 24,7%

Foi na Invicta que os preços mais subiram de acordo com as estatística do INE / Everaldo Coelho/Unsplash
Foi na Invicta que os preços mais subiram de acordo com as estatística do INE / Everaldo Coelho/Unsplash
Autor: Redação

Os preços das casas vendidas na cidade do Porto dispararam 24,7% no segundo trimestre, para um preço mediano de 1.460 euros por metro quadrado (m2). A subida dos preços na Invicta foi a mais acentuada, ainda que os valores continuem muito inferiores aos da capital. Em Lisboa o preço mediano do m2 fixou-se nos 2.753 euros, tanto que comprar casa na capital já custa três vezes mais que no resto do país.

“Entre as sete cidades do país com mais de 100 mil habitantes, o Porto destacou-se por registar, pela primeira vez desde o primeiro trimestre de 2016, o segundo maior preço mediano de alojamentos familiares (1.460 euros/ m2), após Lisboa e ultrapassando o valor da cidade do Funchal (1439 euros/m2)", destaca o documento divulgado esta terça-feira, 30 de outubro de 2018, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Também no Porto se evidenciam as grandes diferenças entre freguesias. Na mais cara, a União das Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde, comprar uma casa tem um preço mediano de 2.142 euros por m2, o que representa um aumento homólogo de perto de 23%.

A União das freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória foi aquela onde os preços mais subiram: o valor mediano m2 aumentou 43,6% para os 1.777 euros por m2.