Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Câmara de Lisboa aprova aquisição dos 11 prédios da Segurança Social para rendas acessíveis

Photo by Emile Guillemot on Unsplash
Photo by Emile Guillemot on Unsplash
Autor: Redação

O processo de reconversão dos 11 prédios da Segurança Social em habitação acessível está em andamento. A Câmara Municipal de Lisboa (CML) aprovou a aquisição dos imóveis no valor de 57,2 milhões de euros, que agora fica sujeita à aprovação em assembleia municipal e à obtenção do visto prévio do Tribunal de Contas.

A proposta contou com a abstenção do CDS-PP e do PSD e os votos a favor do PS, BE e PCP, segundo a Lusa. O documento, assinado pelo presidente da CML, Fernando Medina, e pelo vereador do Urbanismo, Manuel Salgado, defende que a aquisição dos 11 prédios "é fundamental para prosseguir os objetivos de governo da cidade em matéria de promoção de habitação de rendas acessíveis em melhores condições, mas também uma oportunidade única para reforçar e qualificar em excelentes condições o património imobiliário municipal".

Os 11 prédios serão reconvertidos pela Câmara em habitação para arrendamento acessível e residências universitárias, em zonas centrais da cidade. No total, deverão ser disponibilizados 250 apartamentos para para famílias da classe média e 226 quartos para estudantes universitários.

Segundo a autarquia, "quanto mais cedo se adquirir os imóveis mais vantajoso será para o município em termos de preço final de compra, dado que, e a partir do terceiro ano, a contar da data da assinatura dos contratos de arrendamento, o município é penalizado em cerca de 16% no terceiro ano, 24% no quarto ano e 32% no quinto ano".