Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Casas milionárias podem agravar IMI dos “vizinhos”

Photo by John Sting on Unsplash
Photo by John Sting on Unsplash
Autor: Redação

A rua Castilho, no centro de Lisboa, foi recentemente protagonista de um negócio milionário - local onde foi vendido o apartamento mais caro de sempre em Portugal, por 7,2 milhões de euros. Estas transações poderão vir a contagiar as reavaliações de imóveis daquelas zonas e agravar, por consequência, o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) da “vizinhança”.

Na prática, estes negócios milionários poderão contagiar as avaliações matriciais dos imóveis circundantes e aumentar os valores das vendas em redor. Uma realidade que poderá vir a influenciar, também, a forma como a Autoridade Tributária (AT) olha para estas ruas para efeitos de cobrança de impostos – e levar a um aumento de IMI nas casas vizinhas, por exemplo.

Embora “estratosférico”, o caso não é único.  “Há zonas em Lisboa e no restante território continental que registam valorizações recentes”, refere o advogado Nuno Oliveira Garcia, especialista em fiscalidade e tributação de imóveis, ao Jornal Económico, dando como exemplos os casos de cidades como Amadora, Almada e de algumas freguesias do Porto. O responsável considera que as vendas não contagiam diretamente a reavaliação de imóveis, mas nao descarta o seu impacto, escreve a publicação.