Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Obras da linha circular do Metro de Lisboa derrapam – só abre ao público em 2024

Wikimedia commons
Wikimedia commons
Autor: Redação

A (nova) linha circular do Metro de Lisboa só vai chegar, afinal, em 2024. A empresa decidiu prorrogar por mais de três meses e meio o prazo para a entrega de propostas no concurso para o prolongamento da linha entre as estações do Rato e Cais do Sodré. O prazo devia ter terminado a 11 de agosto, mas foi alargado até 30 de novembro.

O Metro de Lisboa justifica esta decisão com “desenvolvimentos associados à fase de qualificação dos candidatos e da apresentação de reclamação/impugnação à decisão de qualificação por parte dos interessados”, de acordo como a notícia avançada pelo Jornal de Negócios.

O concurso para a construção das novas estações e prolongamento das linhas foi lançado em janeiro deste ano, numa cerimónia presidida pelo primeiro-ministro, António Costa, e pelo ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, como o idealista/news noticiou. O Governo queria avançar com as obras já em outubro, para que a linha estivesse concluída já em 2023. Agora, e face à prorrogação do prazo de entrega de propostas, a expansão só deverá ficar “a postos” no ano seguinte.

“As obras de construção deverão ocorrer até 31 de dezembro de 2023, estando prevista a abertura ao público da nova linha em 2024, após a instalação dos sistemas de via e de sinalização, bem como dos respetivos ensaios”, diz o Metro de Lisboa à mesma publicação.

A nova linha vai custar 210 milhões de euros, sendo cofinanciada em 127,2 milhões pelo Fundo Ambiental e em 83 milhões pelo Fundo de Coesão, através do Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos — POSEUR.