Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Quem são e quanto gastam em imóveis os não residentes que andam às compras em Portugal?

APEMIP
APEMIP
Autor: Redação

Venderam-se 19.912 imóveis a não residentes em Portugal em 2018, mais 14,5% que no ano anterior. Em termos globais, as vendas a estrangeiros representam 8,2% do total de aquisições efetuadas no ano passado (242.091 imóves). Em causa estão dados oficiais recolhidos pelo Gabinete de Estudos da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP).

Segundo a mesma fonte, o total das aquisições por não residentes representou um investimento de mais de 3.4 mil milhões de euros, 13% do valor total das vendas de imóveis em 2018.

Os franceses foram os que mais compraram em Portugal em 2018, com uma representatividade de 28,2% do total das vendas a não residentes. Seguem-se no top cinco os britânicos (14,9%), os suíços (7,7%) os alemães (6%) e os brasileiros (4,9%), por esta ordem. 

“O investimento estrangeiro continua a ser muito importante no panorama imobiliário nacional. Há cada vez mais transações efetuadas sem recurso a qualquer programa de captação de investimento (como os vistos gold ou o Regime Fiscal para Residentes Não Habituais), mas ainda assim estes continuam a ser muito relevantes, sobretudo quando falamos das vantagens competitivas em investir em Portugal”, disse em comunicado Luís Lima, presidente da APEMIP.

APEMIP
APEMIP