Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Residências de estudantes ao rubro em Portugal: vai haver mais 10.000 camas nos próximos três anos

Escassez de oferta moderna tem levado promotores e investidores a procurarem oportunidades no mercado nacional.

StockSnap/Pixabay
StockSnap/Pixabay
Autor: Redação

O segmento de residências para estudantes em Portugal continua em alta, estimando-se que cheguem ao mercado nos próximos três anos cerca de 10.000 novas camas, que se juntam às 18.000 atualmente em funcionamento. Esta é uma das conclusões da edição de 2019 do estudo “European Student Accommodation Guide”, publicado pela consultora imobiliária Cushman & Wakefield (C&W).

“A forte procura por parte dos estudantes contrasta com a escassez de oferta moderna e adequada no setor de residências para estudantes, o que tem levado investidores e promotores a procurarem oportunidades num mercado que, apesar de emergente, apresenta um elevado potencial”, refere em comunicado a empresa.

Segundo o estudo, há no país cerca de 400 mil estudantes universitários, dos quais 42% são nacionais e têm necessidade de se deslocarem para fora da sua área de residência para completar os estudos. De referir ainda que desse total 13% (50 mil) são estudantes internacionais que procuram lifestyle, menor custo de vida e bom clima. 

“Impulsionado pelo potencial que o mercado apresenta, estima-se que desde 2016 tenham sido investidos 71 milhões de euros na promoção de residências para estudantes em Portugal, prevendo-se uma manutenção desta atividade nos próximos anos. Comprovando este dinamismo, operadores como a Collegiate, SmartStudios, U.hub e Studenville, que se estabeleceram no mercado nos últimos dois anos, têm planos ambiciosos para crescer com parceiros internacionais”, disse Andreia Almeida, diretora de research da C&W, citada no documento.

A consultora considera que a crescente reputação do ensino superior em Portugal é um fator de atratividade junto dos estudantes internacionais, sendo que 13 universidades nacionais integram o ranking “Times Higher Education World University Rankings 2019”, posicionando-se em 9º lugar a nível europeu.  

A análise da C&W conclui ainda que Lisboa e Porto estão a transformar-se em centros de inovação e que a promoção de ‘clusters’ empresariais está a criar iniciativas de empreendedorismo nas universidades, exercendo um forte atrativo junto de jovens estudantes nacionais e da União Europeia. 

Milestone Porto Asprela inaugurada

Entretanto, a Milestone Porto Asprela, a primeira residência universitária da Milestone no Porto, foi inaugurada esta terça-feira (19 de novembro de 2019). Tem 220 quartos individuais, todos com uma pequena cozinha e uma casa de banho privativa e totalmente mobilados e equipados.

Predibisa e Garcia Garcia
Predibisa e Garcia Garcia

“O projeto da empresa austríaca garante à cidade um edifício de acordo com os mais elevados padrões internacionais em termos de residências para estudantes universitários e foi possível pela parceria com duas empresas portuguesas na escolha do local e construção. A Predibisa, consultora imobiliária especializada no mercado imobiliário do norte do país, foi responsável pela escolha do local para a construção, estando também envolvida em várias fases do processo. A escolha da Garcia Garcia para a construção fecha esta parceria tripartida cujo resultado final é um empreendimento destinado a universitários, mas com características que o tornam num espaço único em termos de habitação”, referem em comunicado as duas empresas nacionais. 

“A Milestone Porto Asprela veio criar, em pleno polo universitário, uma resposta adequada às necessidades de estudantes que pretendem o máximo de conforto sem necessidade de grandes deslocações”, lê-se no documento.