Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Lisboa atrai cada vez mais investidores no MIPIM: stand deste ano está numa zona “espetacular”

Ricardo Veludo, vereador do Urbanismo da Câmara Municipal de Lisboa, garante ao idealista/news que estará no MIPIM 2020.

Svetlana Gumerova on Unsplash
Svetlana Gumerova on Unsplash

Lisboa volta a marcar presença na maior e mais importante feira imobiliária do mundo, o MIPIM. No evento deste ano – realiza-se em Cannes, França, de 10 a 13 de março – terá um stand numa zona “fora de série”, diz Albert Castro Doménech, diretor da Meridiana, representante oficial do evento na Península Ibérica. Uma opinião partilhada por Diogo Ivo Cruz, da InvestLisboa, responsável pela presença do stand de Lisboa na feira. “Está num local espetacular”.

Segundo os dois responsáveis, que participaram no evento “MEET UP Lisboa – Uma cidade para investir”, realizado esta terça-feira (14 de janeiro de 2020), a localização do stand de Lisboa no MIPIM não podia ser mais central. Encontra-se no corredor principal do Palais des Festivals, “por onde passam todos os participantes”, conta Albert Castro Doménech. 

InvestLisboa
InvestLisboa

“Participámos no MIPIM pela primeira vez em 2013 e o stand de Lisboa tem atraído cada vez mais investidores. Este ano é um stand de primeira linha”, acrescenta Diogo Ivo Cruz, revelando que se trata de um espaço com 84 metros quadrados (m2) e que a InvestLisboa está aberta receber empresas no seu stand. “Lisboa é, este ano, Capital Verde Europeia e queremos refletir isso no próprio stand. Queremos mostrar que além de ser uma cidade moderna, inovadora e única está também preocupada com a sustetabilidade”.  

Quem também vai marcar presença no certame é Ricardo Veludo, vereador do Urbanismo da Câmara Municipal de Lisboa (CML). “Estarei no MIPIM em 2020 para ajudar a atrair investimento de qualidade para Lisboa, em especial para a oferta de escritórios, de habitação, sobretudo com renda acessível, e também para atrair projetos que tenham um impacto positivo na sustentabilidade ambiental de Lisboa”, diz ao idealista/news, à margem do evento.

De acordo com o vereador, feiras de imobiliário como o MIPIM e a Expo Real – decorre na Alemanha em outubro – “são espaços, por um lado, de partilha de boas práticas, de como é que nas várias cidades do mundo se estão a resolver problemas contemporâneos ligados ao acesso à habitação, mas também relativamente às alterações climáticas e aos desafios que isso coloca às cidades, em concreto aos projetos imobiliários”. “E são espaços, naturalmente, de encontro entre oferta e procura e também para o estabelecimento de parcerias”, conta.