Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Kinda Home: “Acreditamos acima de tudo em casas com vida”

Com o confinamento “todos ganhámos uma maior sensibilidade ao que nos rodeia”. As palavras são de John Leitão, CEO da Kinda Home, em entrevista ao idealista/news.

Kinda Home: “Acreditamos acima de tudo em casas com vida”
John Leitão, CEO da Kinda Home / Kinda
Autor: Leonor Santos

Durante muitos anos “temos vivido a massificação dos estilos em casa, com muitas iguais a tantas outras”, mas agora, e mais que nunca, “as pessoas procuram devolver identidade às suas casas”. As palavras são de John Leitão, CEO da Kinda Home, que acredita que com o confinamento “todos ganhámos uma maior sensibilidade ao que nos rodeia”. Em entrevista ao idealista/news, o responsável explica como é que a empresa viveu este novo contexto e como evoluiu o negócio em tempos de pandemia.

A Kinda, marca de mobiliário e decoração, chegou a Portugal no final de 2018. Abriu a primeira loja no Porto - onde tem o restaurante Kinda Food & Market - , seguiu para Oeiras, e mais recentemente chegou a Lisboa. O digital acabou por dar impulso ao negócio neste último ano, tanto que, segundo John Leitão, o papel da loja mudou. “Deixa de ter a necessidade de mostrar o vasto leque de produtos da marca (pois estes estão disponíveis online), mas aumenta a sua importância de transmitir a identidade e proposta de valor da marca”, refere.

O objetivo, diz, é “conquistar a confiança e interesse dos portugueses, trazendo novas peças e coleções, que suscitem curiosidade e emoção”. “Acreditamos acima de tudo em casas com vida, com história e que sejam o reflexo de quem as habita”, conta.

Na entrevista escrita para o idealista/news, que agora reproduzimos na íntegra, o responsável da Kinda explica, entre outros temas, como é que este novo contexto impactou o negócio e a expansão da rede no país e o que é que as famílias mais procuram nas lojas. Deixa também algumas dicas para quem tem vontade de mudar a casa - por onde começar e quais os erros a evitar.

Kinda Home: “Acreditamos acima de tudo em casas com vida”
Kinda Home

Há um antes e um depois na Kinda Home com a chegada da Covid-19? De que forma?

Há, e é muito diferente. Tendo a Covid-19 chegado ao mesmo tempo que a mudança de direção criativa da Kinda, o período de confinamento permitiu-nos dar uma nova face à marca, com novas lojas e uma nova coleção, uma mudança na qual temos muito orgulho.

De que forma este contexto impactou o vosso negócio nas lojas físicas?

A grande mudança foi a difusão do mundo digital, em que a maioria dos clientes que hoje nos visitam em loja, já antes nos visitaram no site, conhecendo já a marca e os produtos. Isto altera profundamente o papel da loja, que deixa de ter a necessidade de mostrar o vasto leque de produtos da marca (pois estes estão disponíveis online), mas aumenta a sua importância de transmitir a identidade e proposta de valor da marca. Por essa razão investimos tanto em garantir a melhor experiência possível em loja.

Kinda Home: “Acreditamos acima de tudo em casas com vida”
Kinda Home

O online ganhou impulso? De que forma evoluíram as compras ao longo do último ano? Melhor do que estavam à espera?

Sim, muito melhor do que estávamos à espera. A Kinda é uma marca nova, pelo que nunca esperámos uma adesão tao rápida dos consumidores, com um crescimento exponencial das vendas online. A verdade é que estamos muito orgulhosos da confiança que os nossos clientes colocam na Kinda, e trabalhamos diariamente para ir ao encontro das suas expetactivas.

Que peso têm agora as vendas online no total, face ao antes da pandemia?

As vendas online pesam hoje cerca de 20% das nossas vendas totais, um número significativamente mais alto do que antes da pandemia.

O que é que as famílias mais procuraram e procuram na vossa loja em plena pandemia? Muitas pessoas decidiram transformar as casas...

Penso que as pessoas nas nossas lojas procuram devolver a sua identidade às casas. Durante muitos anos temos vivido a massificação dos estilos em casa, com muitas iguais a tantas outras. Com o confinamento, todos ganhámos uma maior sensibilidade ao que nos rodeia em casa, e quanto nos identificamos com esse ambiente. É aí que a Kinda tem um papel, trazendo peças e ambientes de diferentes estilos, com que cada um possa criar o seu “lar”, à sua imagem.

Kinda Home: “Acreditamos acima de tudo em casas com vida”
Kinda Home

Que dicas dariam a alguém que tem vontade de decorar a casa? Por onde começar, o que não pode faltar e quais são os erros a evitar?

Vá devagar, uma casa, como uma família, constrói-se aos poucos e com peças especiais. Procure peças com que se identifica e que acrescentam algo à sua casa além de um “sítio para se sentar”. Vá colecionando, construindo e evoluindo o espaço à sua imagem.

Quais os estilos mais em voga neste verão e o que se perspetiva para o outono/inverno?

Estilos e tendências são palavras que evitamos usar. Na Kinda escolhemos as nossas coleções de forma eclética e intemporal. Acreditamos acima de tudo em casas com vida, com história e que sejam o reflexo de quem as habita.

Para que públicos alvo se orienta a vossa estratégia?

Para o português ativo e interessado, pessoas que têm uma vida além do trabalho, que gostam de ver e experimentar coisas novas, e que obviamente gostam e apreciam ambientes elegantes e com impacto.

Qual é que é, atualmente, e perante esta nova realidade, a estratégia de posicionamento da marca em Portugal?

Continuar a conquistar a confiança e interesse dos portugueses, trazendo novas peças e coleções, que suscitem curiosidade e emoção.

Kinda Home: “Acreditamos acima de tudo em casas com vida”
Kinda Home

A pandemia impactou a expansão da vossa rede? De forma positiva ou negativa? Qual o balanço de 2020?

Abrandou a nossa expansão. Com o confinamento decidimos abrandar o nosso ritmo de crescimento, tomando partido desta “pausa” para nos reinventarmos mais uma vez, antes de recomeçarmos o nosso crescimento.

Acabam de abrir a primeira loja em Lisboa. Porquê ali e agora? Têm novas aberturas planeadas?

Isso está no segredo dos deuses.

Kinda Home: “Acreditamos acima de tudo em casas com vida”
Kinda Home