Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Casas milionárias em Londres a cair aos bocados (fotos)

A Bishops Avenue, que era a "rua dos milionários", transformou-se na "lixeira" mais cara do planeta.
Autor: Redação

Tetos desfeitos, escadas cheias de fezes de animais e paredes consumidas pela humidade e bolor. Entrar no “The Tower” (A Torre), uma das casas mais caras do Reino Unido - o seu valor de mercado ronda os 36,5 milhões de euros -, mais parece uma história de terror.

Entre pássaros mortos, espelhos partidos e cortinas feitas em farrapos, "The Tower" é o melhor exemplo da decadência da Bishops Avenue, até há pouco tempo conhecida como a "rua dos milionários" e que acabou por transformar-se na "lixeira" mais cara do planeta.

Situada na zona norte de Londres, a Bishops Avenue tem 66 mansões concentradas em poucas centenas de metros. A mais pequena, e modesta, custa a módica quantia de seis milhões de euros enquanto a mais cara - a Toprak Mansion, com quase 3.000 m2, e que foi comprada pelo presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, em janeiro de 2008 - vale 60 milhões de euros.

No entanto, Nazarbayev não pode disfrutar da sua luxuosa propriedade, uma vez que as autoridades britânicas se apoderaram da casa como garantia no processo que está em curso contra si, por fraude bancária.

O presidente do Cazaquistão não é o único estrangeiro a ficar com a casa "apreendida" pelos tribunais: a do ex-ministro do Paquistão, Waqar Ahmed Khan, passou para as mãos do Deutche Bank em meados de 2013 por falta de pagamento de um empréstimo de 50 milhões de euros.

Estes são só alguns exemplos de luxuosas propriedades vazias na "rua dos milionários" de Londres, mas há muitos mais. Segundo uma investigação levada a cabo pelo diário inglês The Guardian, pelo menos 16 das 66 mansões da Bishops Avenue estão abandonadas e só três têm residentes permanentes.

Há um grupo de dez propriedades - com um valor de mercado que ronda os 200 milhões de euros - que já estão desabitadas há pelo menos 25 anos e que se encontram em avançado estado de degradação. A "joia" dessas "casas do terror" é a "The Tower", cujas paredes podres e desfeitas escondem o luxo de uma mansão vazia desde 1989.

Bairros fantasma:

O caso de Bishops Avenue não é único em Londres. No bairro central de Mayfair, situado no conhecido distrito de Westminster, as ruas estão cada vez mais escuras e solitárias, isoladas da agitação que se vive nas zonas adjacentes.

Mayfair transformou-se num "bairro fantasma" fruto da compra de casas por parte de fundos de capital de risco estrangeiro, que compram as propriedades para investimento e que as deixam depois vazias à espera do momento certo para as vender.

"Londres não só é o refúgio (para o investimento) mais seguro, mas também se está a transformar numa das cidades mais na moda do momento", diz Christian Ulbrich, responsável para a Europa da consultora Jones LangLasalle, acrescentando que esta tendência está a fazer com que muitos investidores queiram aqui comprar casa.

Ulbrich mostra-se, porém, preocupado pelo facto de se “estarem a vender em Londres uma grande quantidade de casas de luxo a pessoas que não as usufruem para habitação e que nem sequer estão interessadas em arrenda-las".