Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Sócrates vende casa a paquistanês candidato a visto gold

Autor: Redação
icon shape rua Braamcamp, Lisboa
icon euro 675.000 €
icon pound-key Política
Ver mais casas de famosos

José Sócrates vendeu o apartamento e a arrecadação no edifício Heron Castilho, na rua Braamcamp, em Lisboa, a Muhammad Makhdoom Ali Khan, um advogado paquistanês que com esta compra se candidatou a um visto gold – concedido a quem comprar imóveis que custem mais de 500.000 euros – e está a aguardar a decisão.

Segundo o Correio da Manhã, que se baseia em dados que constam nos registos prediais, o negócio foi fechado por 675.000 euros: 670.310 euros pelo apartamento e 4.090 euros pela arrecadação.

A escritura foi assinada a 6 de agosto, um dia depois do vereador do Urbanismo da Câmara Municipal de Lisboa, Manuel Salgado, ter assinado o despacho no qual comunica a decisão da autarquia de abdicar do direito de preferência que tem sobre o edifício.

O ex-primeiro-ministro, que está detido no Estabelecimento Prisional de Évora desde novembro do ano passado, foi representado na escritura pelo seu advogado, João Araújo, escreve a publicação.

O comprador, o advogado e ex-Procurador-Geral do Paquistão Muhammad Makhdoom Ali Khan, é casado com Danish Zuberi, também ela advogada.

José Sócrates comprou este imóvel em 1998 por cerca de 235.000 euros e atualmente o valor patrimonial tributário atribuído pelas Finanças é de 271.740 euros. Em janeiro, José Sócrates deu este apartamento como garantia para um empréstimo de 250.000 euros na CGD, mas no documento de venda é referido que o mesmo foi entregue livre de encargos.