Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Multimilionário russo desafia o Covid-19: comprou um resort na Grécia por 200 milhões

Ivan Savvidos faz negócios em tempos de pandemia, tendo adquirido o Porto Carras Grand Resort.

Porto Carras Grand Resort
Porto Carras Grand Resort
Autor: Redação

Será este um “negócio da Chinaem tempos de crise, que é como quem diz, em tempos de pandemia de novo coronavírus? Passamos a explicar: a Belterra Investments, empresa de investimento imobiliário propriedade do multimilionário russo Ivan Savvidis, comprou um resort de luxo na Grécia, em Salónica, por 200 milhões de euros. Trata-se do Porto Carras Grand Resort, que estava nas mãos da Technical Olympic, da família Stengos.

Em causa está um mega complexo costeiro que tem uma área total de 1.763 hectares, que contempla qualquer coisa como nove quilómetros de praias. O resort tem 990 quartos, distribuídos em dois hotéis cinco estrelas, o Melitón e Sithonia, e um luxuoso hotel boutique, o Villa Galini. 

Destaque ainda para o facto do complexo ter uma das maiores marinas particulares do norte da Grécia, com 315 amarrações de barcos, bem como a maior vinha orgânica do país, a Port Carras. Mas há mais: tem, por exemplo, dois campos de golfe, um casino, um centro de congressos e um grande empreendimento residencial de luxo.

Segundo o Jornal espanhol Expansión, a operação foi assessorada pelo departamento de Hospitality da Europa, Médio Oriente e África (EMEA) da consultora imobiliária Cushman & Wakefield (C&W) e pela sua filial grega. 

“Os ativos hoteleiros são um produto atrativo para os investidores e, apesar do contexto atual, podemos esperar que o interesse de fundos e investidores imobiliários permita fechar novas operações no Mediterrâneo nos próximos meses”, disse Bruno Hallé, co-diretor do departamento de Hospitality da C&W Espanha.