Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Como atrair investimento imobiliário para Portugal? Há um novo guia que explica

“Imobiliário terá sempre um papel extremamente relevante na recuperação e crescimento da economia”, dizem autores do “Real Estate Investors Roadmap”.

Autor: Redação

A segunda edição do guia “Real Estate Investors Roadmap” surge “num momento de incerteza”, devido à pandemia da Covid-19, dizem os responsáveis pelo lançamento do guia: a AICEP Portugal Global e a Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa (CCIP), que têm como parceiros a Associação Portuguesa de Promotores e Investidores Imobiliários (APPII), a consultora JLL e a sociedade de advogados Morais Leitão (ML). A resposta é dada, no entanto, com uma certeza, a de que o “mercado imobiliário terá sempre um papel extremamente relevante na recuperação e crescimento da economia”. 

As entidades referem, em comunicado, que estão disponíveis “para apoiar o regresso do investimento à economia nacional” através do “Real Estate Investors Roadmap”, um guia conjunto que marca o setor imobiliário, consideram.

“Nesta segunda edição, o guia ‘Real Estate Investors Roadmap’ surge como ferramenta essencial de relançamento da economia nacional e, em especial, como dínamo de atração de investimento imobiliário estrangeiro em Portugal, atualizando a informação necessária sobretudo para investidores estrangeiros em Portugal e apresentando de forma clara os diferentes passos a considerar pelo investidor e o enquadramento legal aplicável, sem esquecer os constrangimentos provocados pela pandemia Covid-19. Através de um documento único de fácil leitura, é agregada informação prática e sistematizada sobre os vários aspetos do investimento imobiliário, constituindo um verdadeiro mapa para a decisão estratégica do investidor internacional”, lê-se no documento.

Para Luís Castro Henriques, presidente da AICEP, “o imobiliário tem sido um fator relevante para fortalecer a imagem de Portugal como destino favorável ao investimento” nos últimos anos. “A visibilidade internacional do imobiliário ajuda a potenciar a atração de outras atividades económicas, tanto a nível industrial como nos serviços. Por isso, o guia Real Estate Investors Roadmap será uma boa ferramenta para complementar e fomentar o trabalho diário de angariação de investimento desenvolvido pela AICEP”, conta.

Bruno Bobone, presidente da CCIP, subliha o facto de Portugal continuar a ser “um destino único de investimento na Europa”. “A crise gerada pela pandemia será global e os seus efeitos imprevisíveis. Mas as características inerentes ao nosso país permitirão que este continue a ser um destino de eleição para pessoas ou para empresas que queiram sediar cá os seus negócios”, afirma.

Uma opinião, de resto, partilhada por Hugo Santos Ferreira, vice-presidente executivo da APPII, para quem “a captação de investimento assume uma necessidade acrescida”. “Numa altura em que o mercado imobiliário nacional se mostra, mais uma vez, apto para assumir a função de ‘motor’ do regresso ao crescimento do nosso país (...), a segunda edição do guia ‘Real Estate Investors Roadmap’ apresenta-se como a ferramenta certa e adequada para todos os que pretendem investir em Portugal, na medida em que agrega toda a informação relevante do país e do mercado imobiliário de uma forma simples, clara e sistematizada”, conclui.