Notícias sobre o mercado imobiliário e economia

Prestação da casa desce em junho nos créditos com Euribor a seis e 12 meses

Gtres
Gtres
Autor: Redação

Boas notícias para quem pediu dinheiro emprestado ao banco e revê este mês (junho) a taxa de juro do contrato de crédito à habitação. Em causa estão os financiamentos indexados às Euribor a seis e 12 meses: nestes casos, a prestação vai baixar. O mesmo não acontece nos créditos associados à Euribor a três meses. 

Segundo as contas do ECO – tem por base um cenário de um empréstimo de 100.000 euros a 30 anos e com um spread de 1% –, a prestação da casa vai baixar quase 1% (2,76 euros) nos casos dos contratos indexados à Euribor a 12 meses e 0,27% (82 cêntimos) na Euribor a seis meses. 

No caso dos financiamentos associados à Euribor mais curta, a três meses, a mensalidade a pagar ao banco vai ficar ligeiramente mais cara: o valor aumenta 0,06%, ou 18 cêntimos.

Euribor em máximos de novembro

De referir que na sexta-feira (1 de junho) as taxas Euribor mantiveram-se em níveis máximos dos últimos seis meses.

Segundo a Lusa, a Euribor a três meses manteve-se pela quarta sessão consecutiva em -0,321%, um máximo desde finais de novembro, contra o atual mínimo de sempre, de -0,332%, registado pela primeira vez em 10 de abril de 2017.

Já a Euribor a seis meses permaneceu pela quinta sessão consecutiva em -0,269%, um máximo desde finais de novembro, contra o atual mínimo de sempre, de -0,279%, registado pela primeira vez em 31 de janeiro de 2018.

No caso da Euribor a nove meses, voltou a ser fixada pela terceira sessão consecutiva em -0,213%, um máximo desde finais de novembro, contra o atual mínimo de sempre de -0,224%, registado pela primeira vez em 27 de outubro de 2017.

No prazo mais longo, 12 meses, a Euribor também se manteve, pela terceira sessão consecutiva, em -0,184%, um nível máximo dos últimos seis meses, contra o atual mínimo de sempre, de -0,194%, verificado pela primeira vez em 18 de dezembro de 2017.